Paladar

Melhores de 2011, parte 10: Eduardo Passarelli

09 janeiro 2012 | 14:46 por Roberto Fonseca

Eduardo Passarelli (Foto: Alex Silva/AE - 4/5/2009)

Veja os votos de Eduardo Passarelli, dono do blog Edu Recomenda:

Melhor lager nacional
Bamberg Camila, Camila. Uma receita que muitos julgam ser fácil, mas é uma das mais complexas. Sem dúvida é uma das melhores pilsners checas que já bebi!

Melhor ale nacional
8S. A Way vem fazendo um trabalho fantástico. Esta receita, feita em parceria com outras cervejarias brasileiras e alguns experts, ficou muito boa e simboliza o que é ser inovador e com um produto surpreendente no mercado de cervejas!

Melhor lager importada para o Brasil
Heineken keg 5 litros. As lagers leves sofrem muito na viagem ao Brasil. Este keg na maioria das vezes me surpreendeu com a cerveja em bom estado, além de ter a receita holandesa, que considero muito melhor.

Melhor ale importada para o Brasil
Brooklyn Sorachi Ace. A Brooklyn é uma de minhas cervejarias prediletas. E esta cerveja está deliciosa!

Melhor cerveja caseira
Provei muito poucas. Uma que me agradou eu provei no Festival Brasileiro da Cerveja foi a Petroleum, da Dum.

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
Pannepot Grand Reserva 2005. A cervejaria belga Struise ainda é pouco conhecida aqui no Brasil, mas faz cervejas fantásticas. Esta é uma strong ale maturada em carvalho por 2 anos. Coisa fina!

Novidade do ano
Cervejaria Nacional. É muito bom ver o Brasil voltar a ter brewpubs!

Melhor fato cervejeiro
Os festivais que aconteceram em 2011. Ver tantos festivais com o mote da boa cerveja em um País em que, até um passado bem recente, só consumia a “loira gelada”, mostra que estamos no caminho certo. E 2012 será melhor ainda!

Pior fato cervejeiro
A formação em massa de sommeliers de cerveja. Em menos de 1 ano passamos a ter mais sommeliers que todos os países do mundo juntos!!! Tem muita gente boa no mercado, mas a maioria sai do curso sem preparo algum. Isso precisa ser revisto.

Tags: