Paladar

Melhores de 2011, parte 2: Pedro Braga

03 janeiro 2012 | 21:59 por Roberto Fonseca

Pedro Braga (Foto: Arquivo pessoal)

 

Confira os votos de Pedro Braga, um dos proprietários do bar cervejeiro Biermarkt, em Porto Alegre (RS):

Ficou com água na boca?

Melhor lager nacional
Bierland Vienna Lager. Pela complexidade e falta de variedade do estilo tanto no Brasil quanto lá fora, fico com ela. Me agrada mais pessoalmente e achei bem ousada a atitude (de produzir o estilo), vinda de uma cervejaria de padrões tradicionais.

Melhor ale nacional
Way APA. É o estilo (american pale ale) de que mais gosto em cerveja, com bom amargor e alto drinkability. Ficou muito parecida com as americanas, ao contrário de outras que já tomei no Brasil totalmente fora do estilo.

Melhor lager importada para o Brasil
Pilsner Urquell. Ela é única, a primeira e a melhor, espero que venha em barril para o Brasil.

Melhor ale importada para o Brasil
Rogue Captain Sig’s Northwestern Ale. Me apaixonei por esta cerveja. O estilo India Red Ale tem que ser incluído no BJCP (Beer Judge Certification Program, que produz catálogo com padrões de cada estilo cervejeiro). Só tomando para entender.

Melhor cerveja caseira
Tranquilus APA, do meu amigo Alessandro Ren, melhor homebrewer que conheci até hoje. Esta é, para mim, a melhor cerveja que já tomei nos últimos tempos.

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
Essa é muito dífícil. Não consigo lembrar de todas, mas acho que, das que me lembro, a que me marcou muito foi a Brooklyn Black Ops. Não sou fã de cerveja escura, mas ela conseguiu mudar minha opinião.

Novidade do ano
As novas cervejarias revolucionárias brasileiras, como a Bodebrown e a Seasons, que vieram com força em estilos até então abandonados por nossas microcervejarias.

Melhor fato cervejeiro
Acho que novos estilos e novas importações são sempre bem vindos. Quanto maior a opção, maior a pressão para a produção ou importação de produtos de qualidade. A expansão de bares com diversas opções on tap (em chope) foi um marco importante no mercado também.

Pior fato cervejeiro
Sem dúvida os aventureiros, seja na área de bares, micros, beer sommeliers, cursos, feiras, blogs etc. Não ajudam o mercado e ainda por cima o prejudicam com ações predatórias e desinformação.

Tags: