Paladar

Melhores de 2011, parte 22: Joselito Silva

15 janeiro 2012 | 12:40 por Roberto Fonseca

Joselito Silva (Foto: Arquivo pessoal)

Veja os votos de Joselito Silva, sócio fundador da Associação dos Cervejeiros Artesanais do Espírito Santo (Acerva Capixaba):

Melhor lager nacional
Wäls Bohemian Pilsner. Sempre que saio do Espírito Santo e vou à minha terra visitar parentes em BH, não deixo de tomar. É uma grande cerveja,  uma das minhas preferidas.

Ficou com água na boca?

Melhor ale nacional
Wäls Brut. Uma bela cerveja, de cor dourada, aromas maltados, alta carbonatação e com final seco.

Melhor lager importada para o Brasil
Brooklyn Lager. Uma grande novidade que chegou recentemente, fácil de ser encontrada e que não deve nada às lagers importadas da Europa.

Melhor ale importada para o Brasil
Difícil de definir, mas amo uma Chimay Red, pois foi uma das primeiras ale que tomei. Tem aroma de especiarias, corpo médio, sabor condimentado, picante e um belo tom avermelhado.

Melhor cerveja caseira
“Cerveja Histórica”, do meus amigos Gino Rigo e José Luis Leal, médico e cervejeiro artesanal, produzida em Vitória (ES). Uma cerveja de alta fermentação de cor dourada, bem lupulada, que lembra uma India Pale Ale.

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
Fuller’s Vintage Ale. Apesar de não ser uma novidade, pra mim ela é imbatível. Cerveja fina, envelhecida como um bom vinho e que cai muito bem quando servida com queijos.

Novidade do ano
Acho que a grande novidade do ano é o aumento do número de pessoas interessadas em conhecer e praticar a arte de da cerveja artesanal. Isso sim vai mudar o conceito de boas cerveja em pouco anos.

Melhor fato cervejeiro
A vinda de cervejas de outras marcas ainda não conhecidas aqui para o Brasil. Isso faz com que o consumidor tenha mais opção para formar opiniões.

Pior fato cervejeiro
Vou bater na mesma tecla de outros anos. A alta taxação de impostos aos pequenos produtores, tornando inviável uma produção em pequena escala.

Tags: