Paladar

Melhores de 2011, parte 34: Eli Junior

21 janeiro 2012 | 15:02 por Roberto Fonseca

Eli Junior (Foto: Arquivo pessoal)

Veja os votos de Eli Junior, sócio da Academia da Cerveja, em Florianópolis (SC):

Melhor lager nacional
Bierland Vienna, surpreendente!

Ficou com água na boca?

Melhor ale nacional
Schornstein IPA, que provei no festival de Blumenau com os amigos Dorval Campos, Maurício Zipf e José Padilha.

Melhor lager importada para o Brasil
Harviestoun Schiehallion, gosto muito dessa cerveja

Melhor ale importada para o Brasil
Infinium, strong ale divina, Samuel Adams com Weihenstephaner

Melhor cerveja caseira (apenas uma)
Quadruppel,  Mühl Bier, do Ronald Seffrin Von Mühlen, uma das melhores cervejas caseiras que experimentei

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
Falke Bier Vivre Pour Vivre, sem hesitação!

Novidade do ano
Weihnachts Ale da Eisenbahn. Coloco em novidade pois há dois anos não era lembrada pela fábrica…

Melhor fato cervejeiro
O aumento crescente de interessados, cervejeiros caseiros, consumidores, apreciadores, mesmo com preços altos ainda, tanto para as importadas quanto nacionais, dobrou o número de importações e o segmento das microcervejarias foi um dos que mais cresceu em 2011. Percebemos que é um caminho sem volta.

Pior fato cervejeiro
O não avanço de uma política tributária justa e proporcional ao tamanho do cervejeiro/cervejaria. Por mais diálogos que aconteçam, políticos convidados para eventos cervejeiros, falando e prometendo, percebe-se o abismo existente entre a boa vontade de alguns e o poder das grandes, que parecem ser as responsáveis por “não passar nada”.

Tags: