Paladar

Melhores de 2012, parte 105: Marcelo Carneiro

11 fevereiro 2013 | 14:30 por Roberto Fonseca

Foto: Arquivo pessoal

Marcelo Carneiro da Rocha, sócio da Cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto (SP):

1) MELHOR ALE NACIONAL

Este ano muito me impressionou a belgian IPA que o Botto fez para o seu filho, a Zoontje. Uma bela cerveja com alma própria, com um dulçor fino – quase um toffee -, raro na categoria, mas que rende a esta cerveja sua originalidade. Parabéns, Bottinho, pela bela cerveja.

2) MELHOR LAGER NACIONAL

Três Lobos American Pilsen. Unanimidade até pelos três porquinhos, dividida com a eternamente boa Rauchbier da Bamberg. Que, aliás, vai muito bem com porquinho !

3) MELHOR ALE IMPORTADA

A Liefmans Flemish Brown 2003 que o Cáassio (Piccolo) do Frangó tão generosamente apresentou para um seleto grupo de amigos no Ici Bistrot . Fica estranho dizer, mas tomar cerveja antiga é um hábito que devemos cultivar. É claro que a cerveja tem de ser desenhada para envelhecer, nem todas evoluem, mas as que o fazem… hummmmm !

(nota do blog: pela descrição e ano da cerveja, creio ser a Liefmans Goudenband, da qual eu também comprei uma garrafa no Frangó e provei em um dos #degustwits de 2012… a confirmar)

4) MELHOR LAGER IMPORTADA

Brooklyn Lager. Hands down pelo sabor, pela consistência, por chegar aqui sempre fresca para aplacar o calor que este ano não foi de brincadeira em Ribeirão Preto.

5) MELHOR CHOPE

Já que vale o auto voto, a Ici 01 do Ici Bistrot. Por favor, amigos, testem minha isenção e a mordida frutada do lúpulo francês Triskel em final de  ebulição e no dry hopping . Um chope muito bom – ici comme en Alsace !

6) MELHOR BAR CERVEJEIRO

Vou de Ici Bistrot,  pelo chope e pela comida, dividindo com o remodelado Biergarten de Ribeirão Preto e o Aconchego Carioca paulista, pelo conjunto da obra.

7) MELHOR CERVEJA CASEIRA

Junka Beer Double Vienna. Sempre consistente, nunca decepciona , ano após ano.

8) MELHOR CERVEJA DO ANO

Vou de novo na Zoontje, por tudo que disse antes e pelo que ainda vou inventar quando beber de novo !

9) RÓTULO MAIS BONITO DO ANO

Auto voto na Guanabara, nossa Ithaca de exportação. Assim como o Rio é para mim a minha Ithaca, a cidade para a qual eu quero sempre voltar e, se Deus quiser, num dia longínquo e cheio de cerveja, terminar meus dias.

10) NOVIDADE DO ANO

Outro hands down para a Saison Caipira da Wäls, provando que, quanto mais local uma cerveja, mais universal.
Parabéns à família Carneiro (gosto de dizer que são meus primos mineiros, não de sangue, mas de alma) e ao Garrett Oliver pela bela ideia.

11) MELHOR FATO CERVEJEIRO

Compartilhar umas brejas com Leonardo Boff  e ser homenageado por um bloco de carnaval em Ribeirão é humanamente divino. Meu cálice transbordou !

12) PIOR FATO CERVEJEIRO

Vou fazer coro com o Rodrigo Camargos e apontar o dedo para o nosso governo desabridamente a favor do monopólio, contra o Judiciário, o pequeno produtor de cerveja nacional e a cidadania, e que ainda por cima nos empurra goela abaixo esta cerveja pra lá de oxidada chamada Renan Calheiros.

Tags: