Paladar

Melhores de 2012, parte 59: Oliver Buzzo

27 janeiro 2013 | 09:00 por Roberto Fonseca

Foto: Arquivo pessoal

Oliver Buzzo, dono do site De Bruer TV e do bar cervejeiro De Bruer, de São Paulo (SP):

1) MELHOR ALE NACIONAL

Ficou com água na boca?

Green Cow da Seasons. Um incrível carnaval harmonioso de aromas e sabores. O primeiro gole é inesquecível.

2) MELHOR LAGER NACIONAL

Wäls Bohemian Pilsner. Equilibrada e fácil de beber.

3) MELHOR ALE IMPORTADA

Quase só bebo cerveja brasileira, mas destaco a Centennial da Founders, principalmente pelo bom preço.

4) MELHOR LAGER IMPORTADA

Pilsner Urquell. Tive a chance de tomar essa breja na República Tcheca e fiquei realmente impressionado com o sabor, mas aqui a cerveja não chega tão boa.

5) MELHOR CHOPE

Vai a opinião do comerciante aqui: chope Dama. Honesto e com um preço fantástico. Além disso, a cervejaria Dama é uma verdadeira parceira do pequeno comerciante.

6) MELHOR BAR CERVEJEIRO

Fácil. Em São Paulo (cidade) é o Empório Alto de Pinheiros: a maior variedade de brejas e uma quantidade absurda de torneiras (acho que umas 20 ao todo).

7) MELHOR CERVEJA CASEIRA

Pra mim, a Toicinho (da Nunes&Levy) continua imbatível. Sua supremacia só é ameaçada pela Pururuca, versão bombada da Toicinho, produzida pela mesma cervejaria.

8) MELHOR CERVEJA DO ANO, AQUI OU LÁ FORA

Meu negócio é cerveja brasileira e o melhor lançamento de 2012 foi, sem dúvida, a Petroleum da Wäls. Incrível em todos os quesitos: cor, gosto, corpo, espuma e apresentação.

9) RÓTULO MAIS BONITO DO ANO

Petroleum, de novo. Em vez de ser apenas “engraçadinho”, o rótulo está totalmente dedicado à apresentação do produto. O nome “petroleum” retrata bem o conteúdo da garrafinha; o slogan “uma grande descoberta” conta a verdade sobre a experiência de tomar a cerveja pela primeira vez etc.

10) NOVIDADE DO ANO

A novidade foi que em 2012 a cerveja artesanal entrou na pauta da grande mídia. A tendência agora é de um consumo crescente do produto.

11) MELHOR FATO CERVEJEIRO

Sem dúvida, a consulta pública do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). O governo “piscou” e dá sinais de que começa a reconhecer que é preciso atualizar as normas sobre a produção de cerveja. Mesmo que seja aprovado sem mudanças, o documento do MAPA é muito bom para o cervejeiro caseiro.

12) PIOR FATO CERVEJEIRO

Mais um ano termina e os microcervejeiros continuam sem uma organização para brigar pelos interesses do setor.

Tags: