Paladar

Coração amargado

06 junho 2013 | 18:57 por Patrícia Ferraz



FOTO: Ashley Gilbertson/NYT

Sam Penix tentou fundir seu amor por Nova York com a paixão por café e o que arranjou foi uma bela encrenca. Ele “adaptou” como logo de seu café Everyman Expresso, no East Village, o tradicional “I love New York”, com o coraçãozinho no lugar do “love”. Na versão de Penix, o coração foi substituído por uma xícara de café. Fez isso primeiro numa tatuagem no próprio punho, que depois passou para um cartaz impresso.

O Departamento de Desenvolvimento Econômico do Estado de Nova York acusou-o de violar a lei federal de marcas registradas. Segundo reportagem do New Tork Times, o advogado de Penix e seu sócio, Jay Terrana, prometeram que os clientes parariam de usar o logo. Não foi suficiente.

Clare Neumann, advogada da CMG World Wide, que cuida da marca “I love New York”, está cobrando compensação pelo uso indevido. E pediu levantamento do lucro obtido pelo Everyman Expresso pelo tempo em que o “I love coffeee” foi usado.

“É extorsão”, queixa-se Penix. Ao que Clare Neumann propôs “uma saída”: o Everyman Coffee pode pagar por uma licença para usar o logo. Preço: US$ 2,5 milhões por ano…

Tags: