Paladar

Norte Pioneiro do Paraná agora tem certificação de indicação geográfica

08 dezembro 2012 | 18:06 por Patrícia Ferraz

O café especial produzido na região do Norte Pioneiro do Paraná, na divisa com São Paulo, recebeu a certificação de Indicação Geográfica Protegida (IGP) do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A área, que envolve 45 municípios, entre eles Jacarezinho, Cornélio Procópio e Wenceslau Braz, reúne 7.500 cafeicultores responsáveis pela produção de cerca de 1,3 milhão de sacas por ano. O volume corresponde a 50% da produção paranaense de café.

 

Com temperaturas médias anuais de 19 a 22°C e altitudes que variam de 500 a 900 m, o Norte Pioneiro se revelou uma área propícia ao cultivo. Segundo o Embrapa Café, essas condições dão origem a grãos que resultam em uma bebida de doçura intensa, suavidade, corpo equilibrado, acidez cítrica agradável e aromas de chocolate, caramelo e floral cítrico.

Ficou com água na boca?

 

O selo de indicação geográfica atribui identidade ao produto, garantindo origem, processos de produção e características sensoriais do café produzido no território. Além do Paraná, apenas outras duas regiões produtoras de café no Brasil detêm o registro oficial: o Cerrado Mineiro e a Serra da Mantiqueira, ambas em Minas Gerais.

Tags: