Paladar

Jô Auricchio

Café Ninja

26 fevereiro 2009 | 18:17 por Estadão

Estamos em fechamento hoje aqui no Link. E nesses dias, se passamos metade da noite anterior jogando Xbox 360 e a outra metade ajudando a fazer uma nenê dormir, a cafeína se faz necessária. Eu precisava de um bom café.O café ninja

Eu costumo trazer meu próprio café para a redação. Não é frescura, mas as máquinas de café daqui usam algum tipo de amálgama de óleo diesel e lodo. Não é café, é outra coisa.

Normalmente, eu uso o café gourmet da Iguaçu, aquela marca que ficou famosa pela esquisita propaganda da espuminha, mas que sabe fazer café solúvel 100% arábica. É uma desgraça encontrar, mas vale o esforço.

Ficou com água na boca?

Bem, olhei o café, olhei a Altoids, cocei a cabeça e taquei uma bala dentro.
Eu sei que alguns amantes de café vão colocar um bonequinho vudu meu dentro de um moedor, mas não é que ficou gostoso?

Fica a dica. Acho que com leite ficaria ainda melhor. O sabor final me lembrou um extrato que uso no café espresso lá em casa, feito pela italiana Fabbri.

Em condiçoes limitadas de estrutura, como em um escritório, dá para variar o cafézinho clássico sem complicação. Altoids e café. Café ninja.