Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Dans le noir

11 novembro 2009 | 06:29 por Luiz Américo Camargo

Acender o queimador do fogão com fósforo; cortar o pão à luz de velas; perceber se as fatias colocadas sobre a chapa quente estão devidamente tostadas – e não queimadas – apenas pelo cheiro, não pela aparência; comer com a devida consciência tátil, não apenas mecanicamente. Não, não estou falando de refeições em lugares propositadamente escuros, para despertar novas experiências. Foi noite de blecaute no Brasil, mesmo. E, como sempre, a gente se vira.