Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Eu só queria…

14 junho 2010 | 08:00 por Luiz Américo Camargo

…Tomar um café no balcão.

Foram quatro tentativas, no Shopping Bourbon. A mesma cena se repetia, em todas as ocasiões. Eu pedia um espresso, para tomar quase de um shot – é meu jeito de apreciar um café curto. Mas não podia pagar e esperar a bebida de pé, ali do lado. Tinha de sentar numa mesa.

– Mas eu não preciso ocupar uma mesa. Só quero um cafezinho.
– Aqui é assim, senhor. Só servimos para quem estiver sentado.

Ficou com água na boca?

Pelovisto, em todos os lugares está ficando desse jeito. Até que, quase em crise de abstinência, me rendi, fui ao caixa, paguei pela minha ficha. E tive de esperar – para meu azar – uns dez minutos, já que a atendente preparava uns pedidos especiais antes do meu, com direito a tortas, drinque de café etc.

Até que o espresso chegou na mesa, e foi engolido num átimo. E não estava nenhuma maravilha, apesar da demora.

Será que os estabelecimentos não podem criar um esquema inventivo do tipo… “quem deseja sentar, toma na mesa; quem quer beber no balcão, fica no balcão?”.