Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Kibbeh

17 dezembro 2009 | 09:42 por Luiz Américo Camargo

Imagino que você tenha o seu quibe preferido (ou os seus quibes, no plural) na cidade. O frito do Tenda do Nilo? O cru da Casa Líbano? São ótimas escolhas, certamente estariam na minha lista. Mas como lembra Anissa Helou em seu blog, há infinitas maneiras de preparar esta especialidade que, a rigor, leva carne, trigo, cebola, temperos. Agora, de uma coisa Anissa não abre mão: a carne tem de ser de cordeiro. E, diz ela, “não deixe ninguém convencer você de que fica melhor com carne bovina”. Enfim, estou fazendo este preâmbulo porque o kibbeh feito pela escritora e gastrônoma anglo-libanesa – veja aqui – é realmente de abrir o apetite. Reparem na delicadeza, no acabamento…

A propósito, em seu livro Lebanese Cuisine – incrivelmente completo e bem escrito -, Anissa descreve uma série de variações do quibe. Do cru ao cozido em molho de tahine, passando por quibe de abóbora e outros mais. (A editora é a Grub Street, e o livro pode ser comprado pela internet)