Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Porco na lata

01 abril 2009 | 20:55 por Luiz Américo Camargo

Está no cardápio do Dalva e Dito (R. Pe. João Manuel, 1.115), acabou de entrar. O porco (pedaços de costelinha, paleta, lombo) conservado na banha e aquecido na panela chega à mesa tenro, com os ossos se soltando da carne. Custa R$ 36, com uma guarnição. Como pedimos duas porções, escolhemos feijão-mãezinha e farofa. Que me perdoem os povos que não apreciam o bicho (e que me desculpem vacas, frangos e outros animais): mas carne de porco bem feita é insuperável de sabor.