Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Valet de bicicleta?

23 setembro 2014 | 16:03 por Luiz Américo Camargo

Não sei se vocês repararam, mas acho importante destacar. Em minha última resenha, quinta-feira, mencionei a proximidade de uma ciclofaixa – o que há de ser útil para os leitores. Talvez poucos, por enquanto, mas com probabilidade de que o contigente aumente. Não fiz isso pensando apenas no bistrô Lapin. A informação será incorporada ao serviço (os detalhes sobre endereço, horário etc) regular da coluna, de agora em diante. Sempre que houver pista para bicicletas e estação de metrô nos arredores do restaurante em questão, vou fazer a referência.

Hipoteticamente falando, sair para uma refeição usando o carro é mais confortável? Claro que sim, em particular em dias de tempo ruim. Mas talvez esteja se tornando pouco viável. Com lei-seca, estacionamento caro (ou táxi caríssimo), falta de vagas nas ruas, trânsito infernal e outras coisas mais, é provável que ir a pé, pedalando ou de transporte coletivo seja mais negócio. Afirmo isso por mim, que gasto cada vez mais sola de sapato (sou bem melhor como bípede do que me equilibrando sobre rodas) e uso ônibus mais comumente – pelo menos, o corredor anda. Afirmo também por pessoas mais próximas, cada vez menos animadas em dirigir por São Paulo. Afirmo igualmente pela observação de não desprezível parte do público. Então, fica assim: havendo metrô ou ciclofaixa na vizinhança, eu informo. E vamos só torcer para que os estabelecimentos não instituam um valet de bicicleta (calma, é brincadeira, não é para levar a sério…).

Tags: