Paladar

Luiz Horta

Marchinha de Carnaval

14 fevereiro 2010 | 22:05 por Luiz Horta

Estava aqui ontem planejando uma das próximas “Viagens engarrafadas de Glupt”, sobre a Áustria (breve no Paladar), quando ploft, caiu e quebrou justamente a taça de Grüner.

Uns dois anos atrás, Mr.Riedel esteve em São Paulo apresentando suas intermináveis coleções de cristais. Eu perguntei (sendo ele austríaco):”não tem para Grüner Veltliner?”. Ele, com toda aquela “simpatia” de dobermann, mordeu um assistente e mandou: ‘providencie uma para este senhor”.

Passados uns 2 meses recebi em casa uma caixa de presente com uma taça para GV, que é a mesma da Sauvignon Blanc, apenas com uma haste verde.

Ficou com água na boca?

Como, apesar do preço, são mesmo as melhores, até quebrada ficou linda, num estilo Santiago Calatrava. Cantei: “foi um Riedel que passou em minha vida…” e segui em frente. Achei uma boa maneira de começar o Ano Novo chinês (e a quaresma) deixando coisas velhas no passado e cuidando do essencial.