Paladar

Luiz Horta

Voltei

22 fevereiro 2010 | 18:53 por Luiz Horta

Como o general McArthur quando perdeu uma batalha lá daquelas inúmeras e disse: “Voltarei”, eu também voltei ao Diner 210. Quem não se lembra do capítulo anterior, um resumo: não entendi nada do cardápio e me senti completamente alienado do que era a comida, embora boa, que comi.

Na segunda tentativa entendi tudo. Comi o ovo no brioche com salsicha e o bacon defumado da casa. Ambos passam, daqui em diante, a fazer parte de minha lista de alegrias.

O vinho foi de acordo com a refeição, o disco voador de Randal Grahm, uma homenagem à minha situação de alienígena na vez anterior, basta prestar atenção na tampa de rosca.

Ficou com água na boca?

O Le Cigare Blanc é o “Rhône” californiano branco do enólogo mais maluco da terra, do Bonny Doon. É um pouco pesadão, mas funcionou com a comida. No mínimo valeu pela brincadeira.

Take me to your leader!

ET, drink at home!