Paladar

O Cachacier

Tudo sobre cachaça, por Mauricio Maia

Os paradigmas da cachaça #1 – Qual cachaça vai na caipirinha

Existem muito paradigmas, mitos e meias verdades no universo da cachaça. Vou abordar alguns deles nas próximas semanas. Para começar: a cachaça boa para se fazer caipirinha

30 maio 2017 | 16:10 por Mauricio Maia

Diversos paradigmas, mitos e meias verdades rondam o universo da cachaça. Muitos criados por limitações técnicas que não se aplicam mais. Outros por puro preconceito e, alguns, por simples falta de informação. E o único prejudicado é o apreciador, que muitas vezes por falta de uma fonte confiável de informação, acaba deixando de aproveitar uma excelente cachaça porque alguém espalhou uma bobagem.

 

Caipirinha

Caipirinha preparada por Laércio Zulu. FOTO: Fernando Sciarra/Estadão

Ficou com água na boca?

Um dos mitos que mais ouvimos por aí é o da caipirinha. Que na verdade são dois. Um é de que a caipirinha deve SEMPRE ser feita com cachaça branca. Não, não deve. É certo que a cachaça branca, por seu sabor mais fresco e neutro, muitas vezes com notas cítricas e outras com notas mais florais, vai casar perfeitamente com o limão e o açúcar do coquetel. Porém, isso não deve ser um limitador para que não exploremos as possibilidades de aromas e sabores que uma boa cachaça envelhecida pode proporcionar ao drinque. Só devemos estar atentos para equilibrar estes novos sabores que uma cachaça envelhecida pode oferecer.

O segundo mito é de que para a caipirinha devemos usar cachaça de baixa qualidade. Que a boa cachaça de alambique deve ser tomada pura e não pode ser desperdiçada em uma caipirinha. Como assim? Quando você vai a um bom bar ou restaurante e resolve tomar um dry martini antes do jantar, você vai pedir para ele ser feito com gim ruim? Nunca. Então a caipirinha deve seguir o mesmo raciocínio. Se quero uma caipirinha boa, devo exigir (ou usar) uma cachaça de alambique de primeira qualidade. Só assim vou ter uma caipirinha plena em toda sua complexidade de aromas e sabores.

E só para lembrarmos, nunca é demais, nossa caipirinha é regulamentada por lei (Lei nº 6871 de 2009), segundo a qual a caipirinha só pode ser feita com cachaça. Aproveita e aprenda a fazer o drinque.

Saúde!

Tags: