Paladar

O Cachacier

Tudo sobre cachaça, por Mauricio Maia

Pirajá comemora 20 anos e brinda com cachaça

Em comemoração aos seus 20 anos, Bar Pirajá lança edição 'colaborativa' de sua famosa cachaça

30 março 2018 | 19:17 por Mauricio Maia

As comemorações dos 20 anos do Bar Pirajá – o mais carioca dos botecos paulistas – começaram no domingo passado, com uma roda de samba capitaneada pelo músico Moacyr Luz, padrinho do bar. Ele que, por sinal, também completou mais uma dezena de vida – 60 anos, no caso. Além dos companheiros do Samba do Trabalhador, outros convidados especiais apareceram para uma palhinha surpresa, como já é de praxe. E as novidades continuam durante os próximos meses.

Na esteira de festividades e atividades especiais, o bar se prepara para lançar, em breve, mais um rótulo da cachaça da casa – criado novamente em parceria com a respeitada Santo Grau. Dessa vez, será um blend coletivo, capitaneado pela especialista Isadora Bello Fornari, elaborado em um evento com a participação de várias personalidades das bebidas, da coquetelaria e da gastronomia.

Ela juntou, nesta terça feira, 27, um time selecionado a dedo, composto por especialistas como Paulo Leite (Empório Sagarana), bartenders como Jean Ponce (Guarita Bar), Nina Bastos (Jiquitaia), Adriana Pino (Mèz), Leandro Batista (Boutique da Cachaça – Umas & Outras), Rafael Welbert (Balaio), Paulo Carvalho (Mocotó), chefs de cozinha como Carlos Bertolazzi (Zena e Casa Bertolazzi), Paulo Machado (Inst. Paulo Machado), Heloísa Bacelar (Lá Da Venda) e Luisa Saliba (Rota do Acarajé), sommeliers como Manoel Beato (Fasano), jornalistas especializados, influenciadores e, acima de tudo, amantes da “marvada”, como Luiz Henrique Munhoz (diretor da Natique-Osborne) e Eduardo Calegario Mello (produtor das cachaças Coqueiro e Santo Grau) – e, claro, eu, que também participei da brincadeira.

Ficou com água na boca?

O novo produto se soma aos outros dois rótulos próprios: a Santo Grau Pirajá, usada no preparo das caipirinhas do bar, e a Santo Grau Pirajá Velha Guarda, descansada em barril de carvalho por um ano.

Durante duas horas, essa verdadeira seleção da cachaça, divididos em cinco mesas, misturou, provou, calculou proporções, aromas e sabores, dividindo tudo com amigos e clientes do bar, que ajudaram na escolha da combinação perfeita de cada uma das mesas, através de uma degustação às cegas e votação aberta na melhor combinação.

 

Vencedores do Blend Piraja

O blend eleito na noite foi elaborado pela mesa composta por Glauco Mariano (esq.), Luiz Henrique Munhoz e Eduardo Calegário Mello. FOTO: João Leão/Divulgação

 

Após cada uma eleger o seu blend perfeito, coube ao público provar as cinco propostas e eleger a que achou mais saborosa depositando seu copinho na “urna” correspondente. O blend vencedor foi justamente o dos apaixonados pela branquinha, na mesa coordenada por Luiz Henrique Munhoz e Eduardo Calegario Mello. Uma combinação muito equilibrada entre as características frescas da cachaça branca e os toques mais quentes da madeira.

Além da elaboração do novo blend, Isadora também está revendo a carta de cachaças do bar: uma seleção especial de novos produtos irá se juntar às marcas já tradicionais e estará disponível nos próximos meses. A mudança faz parte das novidades do cardápio, que já vem sendo renovado desde o começo do ano, com a inclusão de receitas de drinques que apostam na sazonalidade das frutas, como a caipirinha de seriguela abaixo (R$ 24). Já a ala dos comes vai ganhar 12 reforços em abril.

 

Seriguela

O novo coquetel Seri-Guela. FOTO: Lucas Terribili/Divulgação

 

O Pirajá

Aberto em 1998 pela Cia. Tradicional do Comércio, também à frente de casas tradicionais como o Astor, Bráz e Lanchonete da Cidade, o Pirajá trouxe para São Paulo boa amostra dos prazeres da baixa gastronomia do Rio de Janeiro. Para um happy hour animado e prolongado, uma seção de caipirinhas criadas na casa, como A Nega Minha e Ninguém Tasca, de três limões e rapadura, e o chope Brahma tirado à maestria, como os milimétricos três dedos de colarinho. Atualmente, o bar tem cinco unidades na capital paulista: a matriz em Pinheiros, três unidades em shoppings (Eldorado, Morumbi e Iguatemi-Alphaville), e uma na Alameda Santos, próxima à Avenida Paulista.

Tags: