Paladar

Chez Saul * 11.05.2007 * East

Chez Saul * 11.05.2007 * East

12 maio 2007 | 17:34 por Jamil Chade

O East ficou mais oriental ainda depois que ganhou os sushis e sashimis de Cris Mori, que disputam a preferência dos clientes com as especialidades da China, Coréia, Índia, Tailândia e Vietnã, que são servidas pela casa desde a sua inauguração.

A julgar pelos pedidos das mesas próximas no dia da visita, os pratos orientais feitos na cozinha superavam os feitos pelos sushiman.

A casa é chique, caprichada, passou por uma reforma, ganhou mesas brancas, mas manteve o estilo meio bar, meio balada noturna.

Ficou com água na boca?

East

Um salão espaçoso, com uma figura de terracota chinesa no centro, mesas numa espécie de terraço de um lado e um adendo lateral, como uma sala, com poltronas, objetos orientais e grandes fotos.

Entre os clientes, muitos casais jovens, que pareciam não se importar com a música alta demais. Nem todos gostam do tum- tum- tum repetitivo dos grupos de rock.

Iluminação mais adequada para uma casa noturna do que para um restaurante. É sempre bom perceber os detalhes do que se está comendo.

O sushiman Cris Mori se destacou no Empório Santa Maria, onde tem à disposição, peixes e frutos do mar frescos e variados. Não é bem o caso do East, cujos sushis e sashimis, pelo menos no dia da visita, ficaram basicamente em torno dos peixes mais comuns, salmão, atum, robalo e ainda algumas. A geladeira do sushi bar é modesta, divide a bancada com o bar tradicional, a coqueteleira ao lado dos sushis.

Cris Mori comanda pessoalmente o sushibar nas quintas, sextas e sábados.
Sushis gostosos, pequenos delicados, bem feitos.

Muito bons os de salmão (quase doces, delicados), de atum e de robalo com um toque cítrico muito agradável. Sashimis bem cortados, basicamente com os mesmos ingredientes. Vale pedir um “misto” de pratos orientais para o maitre Luis Eustáquio. Espetaculares os anéis de lula, sequinhos, com textura que evocou um torresmo crocante, a trouxinha de peixe.

Muito bons o rolinho vietnamita (massa fina, como papel, com camarão e ervas, R$ 16); o wonton chinês fruti (R$18) e o guioza (R$ 16).
O serviço é atencioso, mas os pratos demoraram para chegar á mesa.

Onde: Al. Jaú, 1.303, Jd. Paulista, 3081-1160 (85 lug.).
Quando: 20h/1h (fecha dom.).
Quanto: Cc.: todos. Couv: R$ 5. Manob.: R$ 9.