Paladar

Costelinha de porco americana

23 novembro 2007 | 16:09 por Jamil Chade

Um toque meio doce vai bem em muitos pratos. Outro dia, numa degustação de grandes Bourgognes do Domaine Jacques Prieur, o amigo Pioto lembrava de umas costelinhas de porco que sua mãe faz e que cobre com um pouco de goiabada.

Alguns podem estranhar, mas o toque agridoce vai muito bem com as costelinhas, como provam muitos churrascos dos Estados Unidos.

Esta eu aprendi há muito tempo, publiquei num livreto de receitas que era distribuído pelo Açúcar União e já fiz muitas vezes. O ideal é fazer na brasa, mas fica bom também no forno.

Ficou com água na boca?

A lista dos ingredientes pode assustar, mas a receita é mesmo simples:

Ingredientes:

2 quilos de costelinhas de porco;
1 cebola bem picadinha;
1 xícara de chá de vinagre de vinho branco;
½ xícara de chá de molho inglês;
¾ de xícara de chá de catchup;
3 colheres de sopa de mostarda (de Dijon, de preferência);
¼ de xícara de chá de mel;
2 dentes de alho bem picadinhos;
1 colher de café de molho de pimenta (Tabasco, por exemplo);
1 colher de chá de sal.

Modo de fazer:

Limpe as costeletas, retirando os excessos de gordura e coloque numa vasilha de plástico. Misture todos os ingredientes do molho e espalhe por cima das costelinhas.

Deixe marinando na geladeira durante umas duas ou três horas.
Retire da geladeira, deixe voltar à temperatura ambiente. Disponha as costeletas na grelha (ou no forno).

Asse até dourar bem. Verifique o ponto. Carne de porco não pode ser malpassada. Pincele o assado várias vezes com o tempero.

A combinação desse prato agridoce com vinhos é difícil, mas eu ousaria um Riesling seco (Trocken) ou meio-doce (Halbtrockern) de boa qualidade da Alemanha.