Paladar

Tropicalizando racleteiras para ter casquinha dourada de queijo no Natal

Só queijo

Aventuras lácteas entre o Brasil e a França

Tropicalizando racleteiras para ter casquinha dourada de queijo no Natal

Testamos três opções de racleteiras práticas para os consumidores modernos nômades que gostam de derreter queijo individualmente

04 dezembro 2017 | 17:07 por Débora Pereira

Chega a época de Natal e aumenta o consumo de raclette na França. Esse queijo é conhecido por derreter  em cima de batatas cozidas, acompanhado de picles, mini cebolas em conserva e charcutaria… de dar água na boca. Até aí tudo bem. Difícil é para alguém como eu, que tem uma vida cigana, transportar um aparelho tradicional de raclette, que pode pesar até 3,5 kg. Outro problema é que esse aparelho só atende uma pessoa de cada vez, depois que o queijo derretido é raspado no prato é preciso esperar de novo a vez do próximo da fila.

Alguns fabricantes, preocupados  em se adaptar ao consumidor solteiro que mora sozinho e às famílias que são cada vez menores, propõe alternativas como a romântica Cookut Lumi, que aquece com 3 velinhas acesas e a Apéro Cheese, que utiliza uma lata de álcool em gel, ideal para acampamentos e piquenique. Ótima ideia de presente de natal.

A Apéro Cheese demora mais pra esquentar, cerca de 10 minutos, mas quando aquece o calor é bem forte. A Cookut Lumi aquece mais rápido, 3 minutos, mas não fica muito forte, então não é muito boa para fazer casquinha. FOTO: Arnaud Sperat Czar/Só Queijo

Ficou com água na boca?

Testei as duas derretendo a raclette tradicional francesa: ela derrete, derrete e no final dá uma casquinha bem discreta. É exatamente isso que os franceses buscam como resultado. Já o queijo coalho brasileiro dá uma casquinha crocante e dourada mantendo no interior uma massa macia. A chef potiguara Adriana Lucena aconselha cortar fatias mais grossas, de 2 cm, eu já gosto mais fininha.

Dois legítimos produtos clandestinos da culinária artesanal brasileira. À esquerda o requeijão de Ponte Nova e à direita o queijo do Lucenildo, que ganhou medalha de ouro no último prêmio Queijos do Brasil em São Paulo. FOTO: Arnaud Sperat Czar/Só Queijo.

Um acessório bem prático da Cookut Lumi é uma espátula de madeira que não arranha a racleteira. Uma desvantagem da Apéro Cheese é esquentar demais o cabo da mini frigideira, feito de metal. Ambos os modelos são anti-aderentes e serviram muito bem para fazer mini tapiocas.

As tapiocas podem ser recheadas com queijo, requeijão, queijo com goiabada… FOTO: Arnaud Sperat Czar/Só Queijo

Testei uma terceira aquecida com velas, a Partyclette to go da Boska. Embora na mesma filosofia de poder levar na bolsa, foi a que demorou mais para esquentar, mais de dez minutos. E o queijo levou outros dez para assar, o calor não é forte. Mas a vantagem é que cabe uma fatia mais generosa de queijo.

Links:

Apéro Cheese: de 69 a 259 euros, kits de 1 a 5 aparelhos. Não pode esquecer de comprar os potes de álcool em gel da mesma marca.

Cookut Lumi: 60 euros com quatro peças, cada uma precisa de 3 velas.

Partyclette: 25 euros.

 

Tags: