Paladar

Bebida

Bebida

A duas horas de Santiago, no Chile, Viña Vik é oásis futurista e château

Criada para competir com os melhores châteaux do mundo, a vinícola tem hotel em que cada suíte foi decorada por um artista diferente

05 julho 2017 | 21:53 por Isabelle Moreira Lima

De San Vicente de Tagua Tagua, Chile

A expressão comer poeira nunca foi tão literal quanto na viagem de duas horas de Santiago ao vale de Colchagua. Se for um viajante de sorte, o destino será a Viña Vik, uma vinícola de visual quase alienígena que tem como atrativo-acessório um hotel butique de alto luxo. Para livrar-se da terra, vá à piscina de fundo infinito com vista para as montanhas, a mata e os vinhedos, nem que seja por uma horinha. Acredite, esses sessenta minutos valerão por um dia.

A suíte Azulejo da Viña Vik no vale de Colchagua, no Chile

A suíte Azulejo da Viña Vik no vale de Colchagua, no Chile Foto: Viña Vik|Divulgação

A Vik é projeto de um norueguês ambicioso. O financista bilionário com experiência em hotelaria (tem outros hotéis de luxo no Uruguai) Aleksander Vik queria um vinho que competisse com os melhores do mundo, um vinho de château. Achou o que procurava no terroir de Millahue, no meio de Colchagua e a 200 km sul de Santiago. Contratou o arquiteto chileno Smiljan Radic para fazer a adega, um projeto ambicioso e futurista. Mas, de tão isolado, ficou a pergunta: quem aproveitaria tudo aquilo? Melhor seria fazer um hotel. 

O projeto ficou a cargo de outro arquiteto, o uruguaio Marcelo Daglio, que desenhou uma construção futurista no alto de uma colina com vista em 360 graus com teto de titânio ao estilo Gehryiano. Nas laterais da construção há 22 quartos, cada um com decoração temática distinta criada por um artista convidado. Os azulejos portugueses foram o tema eleito por Pablo Montealegre para a suíte Azulejo; ícones do cinema estão na Hollywood de Francisco Uzebeaga. (Dormi como um anjo entre cavalos degolados na suíte de inspiração palaciana Louis Louis, em que telas que retratam batalhas dividem espaço com mobiliário folheado a ouro.) Em todas elas, as janelas vão do chão ao teto e fazem com que a mata invada o quarto.

No centro da construção há as áreas comuns: um lounge em que jogos como sinuca dividem espaço com obras de arte; e o restaurante, onde são servidos os menus harmonizados (não deixe de provar a incrível sopa de batatas e alho-poró, aveludada, celestial, inesquecível), e um café da manhã em que todas as receitas são feitas com esmero – bolos fofíssimos, pães cascudos por fora e macios por dentro, biscoitos crocantes, ovosfeitos à perfeição. Piquenique nos vinhedos, passeio a cavalo e de balão, além de um spa em que os tratamentos são feitos com produtos a base de vinho são outros atrativos da Vik.

Mas o indispensável é o passeio à vinícola. Vá à sala de provas e deguste cada um dos componentes que fazem o vinho ícone da casa, o Vik, separadamente. Você pode sugerir um blend diferente para ele, ao mesclar cada parte como preferir – hora de usar aquela máscara de cara-de-pau. 

O que trazer

Vinhos, vinhos, vinhos. Cabernet Sauvignon do Maipo; Syrah e brancos de clima frio (pense em Leyda, Casablanca, Limarí); rótulos modernetes de Itata; País de Bío-bío; e Cinsault e Carignan que encontrar. E vá com tempo ao aeroporto para visitar a loja de artesanato no subsolo da área de embarque.

SERVIÇO

Viña Vik

San Vincente de Tagua Tagua, Chile

Tel.: (56) 95668-4853

Diárias de US$ 600 a US$ 1.700

www.vinavik.com

*Viagem a convite do Wines of Chile

Navegue pelo mapa e encontre outros destinos gastronômicos: