Paladar

Bebida

Bebida

Só de birra

Heloisa Lupinacci

A maré cervejeira está para a sour

Alternativa para quem não aguenta mais IPA, elas estão cada vez mais variadas – e gostosas

22 novembro 2017 | 19:24 por Heloisa Lupinacci

Este foi o ano da New England IPA, apelidada de Neipa (pronuncia-se ne-í-pa, com a tônica no i), a cerveja turva, com aromas tropicais bem exuberantes, como abacaxi, mamão, maracujá. Com o ano chegando ao fim, podemos seguir em frente? Já deu, né? Foi legal, tchau. Pode continuar tendo Neipa, ninguém reclama, mas o verão pede cervejas mais refrescantes.

Está aberta a temporada das cervejas ácidas

Está aberta a temporada das cervejas ácidas Foto: Fernando Sciarra|Estadão

Todo mundo já entendeu que as sours, cervejas ácidas, são a nova maré. Não é exatamente novidade, faz alguns anos que elas se apresentam como alternativa para quem não aguenta mais IPA, mas elas ficam cada vez mais variadas – e gostosas.

Sours são flexíveis, brincalhonas, democráticas. Combinam com as mais variadas adições de ingredientes e são sucesso garantido em harmonizações.

Uma leva sal, outra leva lúpulo, outra leva fruta, e todas levam para a praia, para a piscina, enfim ao verão, com uma escala de cores que vai do pink-maravilha ao amarelo-ouro, passando pelo magenta e o rosa-choque. São ótimas para férias.

Ficou com água na boca?

Mais leves. As sours passam por mais de uma fermentação – uma para produzir álcool e outra para produzir acidez. Resultado: têm o teor alcoólico bem baixinho, entre 3,5% e 4%. São também cervejas com pouco corpo, fáceis de beber, do tipo que não cansa.

Ficou com água na boca?