Paladar

Bebida

Bebida

É de birra. Mas não só

Carolina Oda

Bock: a cerveja para os dias frios

De alto teor alcoólico, a cerveja escura era chamada de "Beck" (bode, em alemão), pois era forte como um coice

18 maio 2016 | 18:41 por Carolina Oda

Desde o estrondoso lançamento da Kaiser Bock, em 1993, com um jingle que ficava na cabeça – ô ô ô, Kaiser Bock! – e o slogan de “cerveja oficial do inverno”, Bock virou sinônimo de cerveja para os dias frios no Brasil.

Mais encorpada e alcoólica do que as cervejas da época, a Bock foi criada em Einbeck, no século 14, e teve sua qualidade reconhecida em toda a Europa, despertando o ciúme dos bávaros. Até que Ludwig X da Baviera importou um cervejeiro de Einbeck para Munique e a região também passou a fazer boas Bock. 

 

  Foto: Hazel Thompson|NYT

Há várias versões para a origem do nome, a mais provável é que ele venha da contração de Ainpock ou Oanbock, como Einbeck era chamada no dialeto da Baviera. Além disso, diziam que a cerveja era forte como o coice de um bode – “Beck” significa “bode” em alemão. E, por isso, diversos rótulos de Bock, têm bodes estampados.

Ficou com água na boca?

A partir da receita inicial, surgiram derivações, vários estilos que têm “Bock” no nome, mas não são todos iguais – Bock, Maibock, Helles Bock, Dunkel Bock, Doppelbock, Eisbock, Weizenbock... 

Ser do grupo das cervejas do tipo Bock está ligado, essencialmente, à potência alcoólica, que tem que, necessariamente, ser mais de 6%. O que esses subestilos têm em comum é o foco no sabor do malte, representado pelas notas de cereal, mel, caramelo, toffee ou delicado tostado. Cor, ingredientes e amargor variam.

Providencie os rótulos e prepare-se para abandonar o cobertor no meio da degustação. Bock não se bebe muito gelada: quanto mais alcoólica, mais alta pode ser a temperatura, variando entre 6 e 12ºC. E, sim, dá para harmonizar com bode! 

Ela acompanha bem ainda outros pratos com carne vermelha, pato, cogumelos, queijos intensos e até mesmo charutos. 

BOCK

A cor vai do acobreado ao marrom. No sabor predominam notas de caramelo e toffee vindas do malte. O amargor é baixo, suficiente apenas para dar suporte à doçura da bebida. O teor alcoólico varia em torno de 6 e 7%.

SCHORNSTEIN BOCK

 

  Foto: Divulgação

Origem: Holambra, SP

Preço: R$ 20 (500 ml) na Fábrica 75

WEIZENBOCK

Versão mais forte de Weissbier, a famosa cerveja de trigo alemã. Combina notas clássicas de banana e cravo com intensa presença do malte da Bock ou Doppelbock. Costuma ser escura, mas pode ser clara, com menos complexidade dos sabores de torrefação do malte. 

EISENBAHN WEIZENBOCK

 

  Foto: Alex Silva|Estadão

Origem: Blumenau, SC 

Preço: R$ 7,90 (355ml) em cervejaexpress.com.br

HELLES BOCK OU MAIBOCK

“Hell” é “claro” em alemão. Ou seja, esta é a versão clara da bock. Leva maltes claros, com notas de biscoito e mel, em vez dos mais tostados. Quando a Helles é feita em maio, leva mais lúpulo e se chama Maibock. O teor alcoólico varia entre 6% e 7,5%

BAMBERG MAIBAU

 

  Foto: Alex Silva|Estadão

Origem: Votorantim, SP

Preço: R$ 15,40 (600 ml) na Bamberg Express

EISBOCK

É feita a partir do congelamento (“Eis” é gelo em alemão) da Doppelbock ou da Weizenbock. Como a água congela e o álcool não, o gelo vai sendo retirado durante o processo, ou seja, a cerveja fica mais concentrada e mais alcoólica e licorosa. O teor alcoólico varia de 9% a 14 %

AVENTINUS WEIZEN-EISBOCK

Origem: Alemanha 

Preço: R$ 22,90 (330ml) em clubedomalte.com.br

DOPPELBOCK

Estilo foi criado pelos monges da Paulaner com o rótulo Paulaner Salvator, para ser consumido no jejum da Quaresma. “Pão líquido não quebrará o jejum.” “Doppel” quer dizer “dobro” em alemão, ou seja, é mais forte que a original, alimenta ainda mais. O resultado desse álcool todo era visto como manifestação divina. Amém! O mais comum é ser mais escuro, mas há as versões claras. Muitos rótulos têm o nome terminando em “-ator”, para homenagear o rótulo “pai de todos”, ou pegar carona na sua popularidade. O teor alcoólico varia de 7% a 10%

TUPINIQUIM THOR

Origem: Porto Alegre, RS

Preço: R$ 24,90 (310 ml) na Cerveja Store 

Ficou com água na boca?