Paladar

Bebida

Bebida

Saca essa rolha

Isabelle Moreira Lima

Ideias de vinhos para o feriado (e outras situações)

Conheça estilos ideais para fingir que o verão já chegou, para se animar quando perde no pôquer ou para se sair bem na harmonização com o churrasco

06 setembro 2017 | 18:59 por Isabelle Moreira Lima

É tarde, mas ainda dá tempo. Se você não escolheu o que vai beber neste feriado, fique atendo, esta coluna vai te ajudar. Nesta semana, a ideia é harmonizar situações que podem ser vividas de hoje a domingo com estilos de vinhos e não exatamente com rótulos específicos. Assim, você não fica preso a uma loja apenas e pode se virar no mercado que encontrar aberto neste Sete de Setembro.

Está em casa e sem planos? Que tal um vinho para fazer pensar, algo bem cabeça? Se gosta da ideia, há dois caminhos. Busque por palavras-chave como “não-filtrado” e “natural”. Se você ainda não é um convertido, será um desafio escrutinar suas nuances. Outra ideia é procurar o mais conhecido “vinho intelectual”, como é chamado o Barolo mundo afora.

Praia e piscina. Brancos leves e frescos para emular o verão

Praia e piscina. Brancos leves e frescos para emular o verão Foto: Tiago Queiroz|Estadão

Você chegou na praia e quer fingir que o verão já começou. Busque brancos levíssimos, como os costeiros chilenos, os italianos mediterrâneos, ou os Muscadet-Sèvre et Maine sur lie, fresquíssimos e com alguma complexidade por ficarem mais tempo em contato com as borras.

Você acaba de ser massacrado no pôquer, mas ainda quer impressionar os amigos. Busque regiões que não são imediatamente reconhecidas como Bairrada em Portugal, Rías Baixas, na Espanha; ou ainda cepas menos celebradas, como Ancellotta ou Avesso. 

Para agradar ao amigo enófilo que se recusa a beber a cerveja no churrasco, saia do óbvio, fuja do Malbec e tente um Douro ou um Shiraz. 

Se você lamenta que só faltam três meses para o fim do ano, afogue as mágoas com um delicioso Alentejo. Se quer comemorar que falta pouco para 2018, vá de borbulhas.