Paladar

Bebida

Bebida

É de birra. Mas não só

Carolina Oda

Lançamentos cervejeiros: quatro rótulos paulistas que acabaram de sair

Criativo e dinâmico, o mercado cervejeiro sempre tem novidades a oferecer

09 setembro 2016 | 14:46 por Carolina Oda

É piscar e o mercado tá cheio de novidade. É sempre assim. Sempre. A sensação de desatualização diante de uma prateleira repleta de garrafas é constante. Haja dinamismo e criatividade!

Voltei de viagem (fui para Nova York fazer um estágio no restaurante Luksus, o único com estrela Michelin que harmoniza seus pratos apenas com cerveja) e perguntei na loja o que tinha de novo. Eram tantas! Comprei umas 10, provei e escolhi as mais interessantes. Não foi intencional e nem bairrismo, mas, entre as favoritas, coincidentemente, são todas novidades feitas no Estado de São Paulo ou com assinatura de paulista. 

 

URBANA BOO! MELANCIA

Ficou com água na boca?

R$ 17,90 na Vitrine da Cerveja (300 ml)

 

  Foto: Divulgação

Depois da versão com grapefruit, a com melancia (e as novidades não devem parar por aí). A base é uma American Wheat – cerveja com trigo de estilo americano, com um pouco mais de amargor do que as tradicionais e mais conhecidas alemãs e belgas –, com adição de melancia. O sabor da fruta é inconfundível e casa bem com o cítrico do lúpulo. O frescor é bem mantido graças à ausência da pasteurização no processo de produção. Bem leve e refrescante, com alta carbonatação (gás), tem amargor baixo, 4,5% de álcool e é cerveja de lote único.

 

ZALAZ + ONE BREW CASCARA

R$ 25,50 no CluBeer (375 ml)

 

  Foto: Divulgação

Um rótulo colaborativo da cervejaria Zalaz (MG) com o cervejeiro Luis Nascimento, da paulista One Brew. É levemente ácida, de corpo leve, 4,4% de álcool e muito frescor, potencializado pelos aromas e sabores dos inusitados ingredientes: chá de casca de café e de raspas de limão-cravo! O aroma que queriam reproduzir - e conseguiram - é o do café verde, ainda no pé. A ideia era fazer somente um lote, mas como esgotou muito rápido, resolveram fazer mais um, para sorte de quem ainda não conseguiu provar ou de quem pediu ajustes: a acidez do segundo lote será mais intensa.

 

J. BEER + DOGMA ALPHA RYENO

R$ 38 no Empório Alto dos Pinheiros (473 ml)

 

  Foto: Divulgação

Nascida da junção de duas cervejarias, a J. Beer e a Dogma, essa cerveja é uma Rye American IPA, ou seja, uma IPA com lúpulos americanos e centeio na receita. Com 6,2% de álcool, tem amargor intenso e os sabores dos lúpulos super frutados e não tão “pops” como protagonista – El Dorado, Yellow Sub, Azzaca e Ella. É lúpulo que não acaba mais! Aveludada, encorpada e com toque levemente picante trazido pelo centeio. A embalagem é em lata, tendência que felizmente só cresce, isentando toda essa lupulagem especial da ação da luz e garantindo frescor por mais tempo.

 

MEA CULPA LUXÚRIA OAK AGED

R$ 25 na Sinnatrah (355 ml)

 

  Foto: Divulgação

Da cervejaria dos pecados capitais, a Luxúria Oak Aged é uma Imperial Stout de lote limitado - são apenas 300 garrafas disponíveis - que passa por barris de carvalho. Tem 10% de álcool, muito corpo e textura aveludada, vinda da adição da aveia. Além disso, leva cacau, que junta-se ao sabor dos maltes bem tostados e às notas de baunilha e coco da madeira, formando uma bela complexidade. Também está no mercado sua versão original, que não passa por barril. É legal comparar as duas: fica muito clara a influência da madeira no sabor.

Ficou com água na boca?