Paladar

Bebida

Bebida

Saiu a cerveja mais forte do mundo: 65% de álcool

Era uma questão de recorde. E recorde é desafio. Eis que, em 2009, os escoceses da BrewDog lançaram a Tactical Nuclear Penguin, de 32% de teor alcoólico. Em 2010, superam-se com a The End of History, uma eisbock com 55%, considerada a cerveja mais forte do mundo.

31 outubro 2012 | 23:57 por danielmarques

Criador. Lewis Shand é um dos culpados pela breja do fim do mundo. FOTO: Divulgação

O recorde caiu dois anos depois, quando os também escoceses John MacKenzie e Lewis Shand da microcervejaria Brewmeister, de Kincardine Castle, desbancaram os patrícios com uma cerveja de 65% de teor alcoólico, a sugestiva Armageddon – a ser lançada neste sábado, 3, no Festival da Cerveja de Inverness, no norte da Escócia e cotada a aparecer como a cerveja mais forte do mundo no Guinness World Records de 2013.

Feita com maltes claros, trigo, aveia e água colhida na primavera escocesa (assim dizem os fabricantes no rótulo da bebida) a cerveja é produzida a partir de um processo de destilação a frio. Para entendê-lo, basta lembrar que água e álcool têm pontos de fusões diferentes ou, se “ponto de fusão” é físico-química demais para a memória, lembre daquela garrafa de vodca eternamente esquecida no congelador, mas que nunca congela.

O truque dos cervejeiros da Brewmeister é gelar a cerveja até zero grau, quando a água congela, mas o álcool, não, e extrair os cristais de gelo que começam a se formar. O resultado da pesca ao gelo é uma bebida com maior concentração de álcool.

Ficou com água na boca?

Pela gradação, os produtores recomendam que seja bebida em taças de conhaque, gelada e em pequenas doses. E pedem cuidado com cheiro. “Provavelmente, será o suficiente para deixar você acima do limite”, brincam os fabricantes. Fora da feira de Inverness, a Armageddon pode ser comprada também no site da cervejaria. A garrafa custa £ 80 (cerca de R$ 260).

>> Veja todos os textos publicados na edição de 1/11/12 do Paladar

Ficou com água na boca?