Paladar

Bebida

Bebida

Vencedor: o australiano moderno

18 julho 2012 | 17:43 por heloisalupinacci

(Foto: MARCOS DE PAULA/AE)

Por Luciana Nunes Leal

RIO – Em meio a muitos modelos elegantes – que variavam de ternos com gravata borboleta e aventais impecáveis -, a camisa de manga curta abotoada até o colarinho e os suspensórios eram as marcas registradas do australiano de 28 anos Tim Philips, vencedor do concurso mundial de coquetelaria.

Desde o primeiro dos quatro dias de disputa, Philips, que trabalha no bar Hemmesphere, em Sydney, ganhava aplausos calorosos na hora de agitar sua coqueteleira com drinks como o Hot Toddy Australia, uma mistura de whisky, mel, canela e gengibre. Foi na última prova, em que os competidores apresentavam uma criação especial a cada um dos jurados separadamente, que Tim Philips conquistou definitivamente a plateia. “Amazing (incrível)!”, repetia o japonês Manabu Ohtake, vencedor do concurso de 2011, ao experimentar o Reincarnation Flip, que leva rum, whisky, ovo de codorna, suco de limão, galeia de figo e canela.

Ficou com água na boca?

Para a festa de encerramento, o australiano escolheu camisa clara, terno escuro e gravata finíssima. “Estou emocionado e humilde”, disse o vencedor. Como seus adversários, fez questão de exaltar mais o apreciador de coquetéis do que a bebida. “Durante toda a minha carreira, nutri forte paixão por coquetéis e por criar uma experiência superior para o cliente”, discursou. A missão de Tim Philips nos próximos 12 meses é rodar o mundo exibindo sua criatividade e técnica e editar um livro de coquetéis de sua autoria.

Ficou com água na boca?