Paladar

Comida

Comida

Brasileiro faz tributo ao reino vegetal em forma de jantar

Em ação da Fundação Bienal de São Paulo, o artista Jorge Menna Barreto faz banquete com produtos de hortas urbanas de Londres

27 setembro 2017 | 19:00 por Isabelle Moreira Lima

O artista visual Jorge Menna Barreto sempre foi um praticante do site specific, como são chamadas as obras criadas de acordo com o ambiente e com um espaço determinado, muito populares nos anos 1960 e 1970. Recentemente, ele se aproximou da agroecologia. Na última Bienal de São Paulo montou um restaurante-obra-de-arte envolvendo uma rede de agrofloresteiros e produtores orgânicos. Na próxima segunda-feira, dia 2, em uma ação promovida pela Fundação Bienal, serve um banquete em Londres em que une as coisas: na Serpentine Gallery, no Hyde Park, em Londres, faz um jantar com produtos de hortas urbanas londrinas, para cem pessoas. “O jantar é uma homenagem ao reino vegetal.” 

Escultura. Menna Barreto pesquisa produtos na Inglaterra

Escultura. Menna Barreto pesquisa produtos na Inglaterra Foto: Fundação Bienal de São Paulo

Como sabor é peça fundamental da equação, ele convidou a chef Neka Menna Barreto, sua prima e colaboradora para participar. “Queremos que a homenagem seja muito saborosa. Não adianta ser ambientalmente alinhada e não ser boa. Neka é fundamental aqui.”

Além do jantar, ele comanda no sábado (30) um workshop em que o dente de leão é protagonista – a planta alimentícia não convencional (panc) reina no Hyde Park. A oficina engloba aula de desenho, passeio pelo parque e a degustação de um sorvete criado em parceria com chef do The Magazine, Diego Pasqualicchio, que fica no parque. “Quando a gente decide o que come define a paisagem em que vive, quase como se o sistema digestivo fosse um instrumento de esculpir”, afirma.

Ficou com água na boca?

 

Ficou com água na boca?