Paladar

Comida

Comida

História que vira menu, que acaba em filme...

“Cozinhar é contar histórias através de pratos”, diz Gastón Acurio. E faz três temporadas que o chef resolveu ‘contar suas histórias’ usando também a linguagem do cinema. Em seu restaurante mais gastronômico, o Astrid y Gastón, no bairro limenho de Miraflores, o cardápio é uma combinação de pratos, filmes e livreto. “O conceito é que o menu não seja uma experiência gustativa apenas e sim emocional”, explica.

08 agosto 2013 | 00:07 por patriciaferraz

Até o início de julho, estava em cartaz no restaurante o menu Primavera, que contava a história do mundo. O menu estava impresso num folder e os pratos, situados numa linha do tempo. A degustação começava com a fase La Naturaleza, uma sequência de pratos puxada por um ninho fazendo as vezes de louça, recheado com porções de ervas, algas, e um drinque, granadilla sour, servido numa casca de ovo de açúcar. A história transcorria numa sucessão de sabores, texturas, formas, cores. Tomates, favas, choclo, ajis, ceviches, polvo iam surgindo para ilustrar cada etapa, El Hombre, El Encuentro, até chegar ao final, Hoy, as sobremesas. Antes do café, chega à mesa um livreto com fotos e o DVD.

E assim, cada vez que pensa em trocar o menu (o que faz a cada seis meses), Gastón Acurio contrata roteirista, diretor de arte, cinegrafista, atores, figurinistas, fotógrafos, editores, músicos. O resultado? “Há tempos não me divertia tanto. É como começar de novo, voltar a ter 20 anos”, anima-se. “Quem sofre é a área financeira do grupo”. Não é para menos. Cada troca de menu custa US$ 200 mil. O filme que está em cartaz, El Viaje, conta a história da chegada dos italianos ao Peru.

Ficou com água na boca?

Leia mais:

+ Gastón quer fim das barreiras panelárias

Menu começa com um ninho recheado de ‘cactos’, folhas, suspiro limenho e pisco sour. FOTOS: Tiago Queiroz/Estadão

Carbonara feito de tubérculo

Polvo servido numa pedra quente em forma de concha

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 8/8/2013

Ficou com água na boca?