Paladar

Comida

Comida

Ingredientes cotidianos na cozinha global de Roberta Sudbrack

21 setembro 2014 | 22:41 por redacaopaladar

Por Rafael Tonon

Se o atual momento da gastronomia brasileira pede um olhar cada vez mais atento para os alimentos locais, pode-se dizer que a chef Roberta Sudbrack enxerga longe. Uma das pioneiras na valorização dos produtos nacionais, ela se notabilizou por escolher, anualmente, um produto para pesquisar e ampliar as possibilidades de seus usos em receitas. Depois do chuchu, do quiabo e da fruta-pão, o ingrediente da vez é a jaca, que rendeu duas das receitas apresentadas por ela na palestra “Ingrediente local pensamento Global”: a semente da fruta, servida com consomê de galinha caipira, e uma carne de sol feita com couve-flor chamuscada e chá de jaca fermentada.

FOTOS: Felipe Rau/Estadão

Ficou com água na boca?

Nessa proposta, ela se diz incansável. “Busco trabalhar com grande questionamento, tentando encontrar novas formas de expressão para tudo o que aquele ingrediente tem a dizer.” No caso da jaca, a ideia era mostrar que a fruta poderia ser leve. “A jaca é uma fruta enorme, desajeitada, que tem um odor muito presente. Quis mostrar seu lado sutil.”

Roberta fez questão de lembrar proposta de valorização de ingredientes comuns na mesa do brasileiro.”Eu busco produtos do cotidiano. A cozinha brasileira tem uma ligação muito forte com o afeto, com a comida caseira. É isso o que eu tento resgatar.” E essa a essência de pensar global, tendo em vista o local.

Ficou com água na boca?