Paladar

Comida

Comida

Magia do Cacau terá consultoria de Chloé Doutre-Roussel

12 julho 2012 | 09:23 por heloisalupinacci

Chloé na plantação de cacau (foto: Cintia Bertolino/AE)

Por Cintia Bertolino

Especial para o Estado

Em sua primeira consultoria para uma empresa brasileira, a francesa Chloé Doutre-Roussel terá um desafio e tanto: melhorar o chocolate produzido pela Magia do Cacau, companhia cuja fazenda e fábrica ficam na região de Ilhéus. A previsão é que até o do ano que vem a Magia do Cacau ponha no mercado a linha de chocolate com a chancela de uma das maiores especialistas no assunto.

Ficou com água na boca?

Sempre bem-humorada, Chloé participou ativamente de toda a programação do Salon: visitou a fazenda Santa Cruz, tomou mel de cacau, assistiu às conferências e conduziu duas palestras durante o evento. Sua primeira apresentação, sobre o fenômeno bean-to-bar (da amêndoa à barra) nos Estados Unidos tratou de um tema fascinante: como pessoas sem experiência prévia começaram a fazer chocolate com equipamentos adaptados.

Ela elogiou a transparência de pequenos produtores que abrem todas as etapas de produção (da compra do grão à transformação das amêndoas em chocolate) aos consumidores. “Venho de um país onde todos são os melhores e ninguém compartilha nada”, provocou.

Ouvi-la é um prazer. Poucas pessoas falam com tanta segurança sobre o mercado de chocolates finos. Em sua segunda palestra, Chloé mostrou experiências de marcas relativamente novas e comentou seu trabalho com a cooperativa boliviana El Ceibo, com 1.500 famílias de produtores de cacau com fábrica de chocolate própria. O trabalho de consultoria para a cooperativa foi além da elaboração da receita ideal, capaz de brigar por um lugar nos competitivos mercados europeu e americano. A embalagem é clean, distante do tradicional colorido boliviano, e nela se lê uma provocação de quem entende o mercado de chocolate: “Não colaboramos com os produtores, somos os produtores”. Mas todo o marketing seria insuficiente se o chocolate não fosse bom. E ele é.

Ficou com água na boca?