Paladar

Comida

Comida

Mantenha sem refrigeração

Um simples pedaço de papel preparado com infusão de ervas ou complexas prateleiras pensadas para cada tipo de vegetal são propostas para conservar vegetais sem precisar levar à geladeira, garantindo o frescor e a textura

25 setembro 2013 | 23:10 por redacaopaladar

Por Rafael Tonon

Especial para o Estado

Que tal tirar a geladeira da cozinha e, no lugar dela, instalar algumas prateleiras de madeira para armazenar os produtos que você compra na feira – batatas, pimentão, cenoura, alho-poró? Ou, em vez de colocar as frutas na gaveta de hortifrúti, confiar em um pedaço de papel para guardar maçãs?

A depender da criatividade de alguns designers, a geladeira pode se tornar item obsoleto quando o assunto são vegetais. Desde 2010, a designer sul-coreana Jihyun Ryou vem estudando formas de conservar alimentos frescos sem necessidade das baixas temperaturas do eletrodoméstico. “Por milhares de anos, as pessoas viveram sem elas, mas tinham sua maneira de baixa tecnologia para manter os alimentos mais duráveis”, diz.

Ficou com água na boca?

Foi ao pesquisar essas técnicas que ela chegou ao resultado do projeto Save Food From the Fridge (algo como “salve os alimentos da geladeira”). A ideia de Ryou é mostrar que é possível preservar os alimentos sem os efeitos nocivos da refrigeração.

Envelope do frescor. Vendido nos EUA a R$ 140 (80 folhas), o Fresh Paper aumenta a duração de vegetais

em temperatura ambiente. FOTOS: Divulgação

Para isso, ela criou móveis e louças, como as prateleiras em que legumes como a cenoura e o alho-poró são mantidos em posição vertical em uma caixa de areia (do mesmo tipo em que são vendidos em grande quantidade). Ou uma tigela com perfurações que permitem umidificar vegetais – berinjela, abobrinha, pimentão – pondo-se água no compartimento inferior.

“Quero propor formas de diminuir o uso de energia e também reduzir o desperdício de comida, que apodrece facilmente se não for bem armazenada”, explica ela, que pretende começar a produzir comercialmente seus artefatos até o final do ano na Coreia do Sul para vender no mercado europeu.

A inventora indiana Kavita Shukla apresentou, em julho, nos EUA, algo muito mais modesto, mas realmente inovador. Com um simples pedaço de papel ela afirma conseguir conservar legumes e frutas por até quatro vezes mais tempo, sem geladeira. Batizada de Fresh Paper, sua criação é um tipo de guardanapo que é infusionado com uma mistura de especiarias (orgânicas, claro) que produzem enzimas capazes de inibir a ação de bactérias e fungos que aceleram a degradação dos vegetais.

Dependendo do alimento, Shukla garante que pode ser mantido em boa condição para o consumo por até três semanas. O produto, lançado nos Estados Unidos ganhou uma série de prêmios de sustentabilidade e inovação, pelo potencial de ajudar comunidades que vivem sem energia elétrica a conservar seus alimentos. O preço do produto – dez pequenos pacotes com oito folhas custam cerca de R$ 140) – também viabiliza seu uso. Com o que custa uma geladeira, daria para garantir os alimentos frescos por mais de 20 anos. Isso usando apenas um pedaço de papel.

1. Simbiose entre maçã e batata. A maçã emite gás etileno que evita que a batata brote, conservando-a por mais tempo. Guardado na caixa escura, o tubérculo dura mais tempo.

2. Raízes na vertical. Armazenadas nessa posição, cenouras economizam energia e duram mais tempo. A areia também ajuda a manter a umidade adequada ao vegetal.

3. Água na bandejinha. Fora da geladeira e sendo ‘regados’ sempre, berinjelas, pimentões e abobrinhas duram mais. A água é colocada todos os dias na bandeja sob a prateleira.

Leia mais:

+ A alface dá o troco

+ Morangos vêm ainda no pé

+ Da fazenda para a mesa do Manresa

+ Entrevista Cynthia Sandberg, agricultora por acaso

Na geladeira. Frutas murcham, legumes amolecem, ervas amarelam. “Quem mais sofre são as hortaliças. O frio queima as folhas, que duram no máximo três dias”, diz Kátia Martini, professora de Nutrição da PUC-Campinas. Legumes são mais resistentes, mas desidratam e amolecem. “Compre vegetais frescos e lave-os muito bem para eliminar micro-organismos que aceleram a deterioração.” Antes de guardar, seque tudo com cuidado: a água ajuda na proliferação de bactérias e fungos.

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 26/9/2013

Ficou com água na boca?