Paladar

Comida

Comida

Massunins e mel de flor do mangue de Alagoas

Por Nana Tucci

29 julho 2011 | 21:28 por patriciaferraz

Quem viu Nilo Bulgarelli cozinhando com desenvoltura lagostins, massunins e cuscuz certamente não suspeitou que ele dificilmente remexe uma panela – não porque desgoste, mas sim porque precisa administrar a pousada mais luxuosa da praia mais luxuosa de Alagoas, São Miguel dos Milagres.

Nilo chegou em São Miguel há 20 anos e inaugurou a Pousada do Toque, que como um ímã atraiu dezenas das chamadas pousadas de charme para essa vila de pescadores a 100 km de Maceió. Percebendo a dificuldade para conseguir ingredientes básicos de qualidade - alface, tomate, cebola, berinjela – tratou de montar logo uma horta.

Percebeu a riqueza que tinha no quintal: uma das maiores Costas de Corais do mundo (dizem que só perde para outra na Austrália). Para os glutões, basta dizer que a Costa dos Corais é adorada por peixes, lagostins, camarões, massunins. Quando a maré está baixa (ou seca) as mulheres erguem as saias e saem em busca desses moluscos, os massunins, que se escondem em conchas.

Veio ao Paladar – Cozinha do Brasil para mostrar um pouco dessa despretensiosa cozinha do litoral norte alagoano, feita com ingredientes que estão ali, ao alcance de todos. Teve a assistência vip da chef Carla Pernambuco, que se hospedou na Pousada do Toque e voltou apaixonada pelo mel de flores e frutas do mangue. Carla entrou com as técnicas, Nilo com os ingredientes, e juntos chegaram a receitas como o roesti de macaxeira recheado com moqueca de massunim, o lagostim caramelado no mel do mangue e a musse de coco com mel do engenho. “A ideia foi trazer produtos que custam muito pouco”, explicou Nilo. Além do massunim e do mel, trouxe um palmito de uma palmeira gigante que tem em seu terrreno, com gosto delicado similar ao pupunha.

Ficou com água na boca?

Durante cerca de uma hora e meia, o empresário apresentava os ingredientes e discursava, enquanto Carla controlava com rigor as cocções (e o relógio). “Dá tempo de fazer mais aquela receitinha?”, perguntou Nilo, quando claramente já era hora de desligar o fogão. “Não…”, Carla respondeu, terminando de cozinhar lagostins com a informalidade de quem cozinha de casa. “Ah, acho que dá, sim, né?, retrucou Nilo, alagoando, e desatou a fazer tapiocas recheadas de queijo coalho de búfala.

Ficou com água na boca?