Paladar

Comida

Comida

Neide Rigo, Mara Salles e Ana Soares investigam o universo das misturas

20 setembro 2014 | 19:00 por mariliamiragaia

“Na casa dos meus pais, ‘mistura’ é o que acompanha arroz e feijão, geralmente a carne. Meu pai era português, mas não vivia sem feijão”,falou Beth, de Santos.

FOTOS: Tiago Queiroz/Estadão

Falas assim, sobre o universo da alimentação doméstica, abriram a aula do trio Mara Salles, do Tordesilhas, Ana Soares, do Messa III, e Neide Rigo, coluna Nhac!, do Paladar. Há quatro semanas, Neide lançou em seu blog um desafio com perguntas sobre como comem as famílias de diferentes cantos do País, seus rituais e, sobretudo, o que entendiam pelo termo mistura. As respostas, pontuadas por elementos como chuchu, creme de milho e bife, foram parar em um vídeo, exibido na abertura da aula.

Ficou com água na boca?

Mistura “é a maneira de diluir a carne no prato, é tudo aquilo que não é o arroz e o feijão”, explica Neide. Pode ser carne, peixe, frango, verdura refogada. “O entendimento do termo ‘mistura’ não é uniforme no País, porque ele não é usado em alguns lugares”, explica Neide.

+ ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA

Por meio de 19 “marmitinhas”, elas contaram as histórias como a do milho novo refogado, da salada de quiabo temperada com caldo de feijão, do virado de jiló, da salada de almeirão temperada com limão e até do “macarrão da vizinha”, que Ana Soares fugia de casa para poder comer.

Quando a mesa já estava cheia, Mara Salles finalizou a receita de seu feijão, que, segundo a chef, pode ser bom, ou pode ser extraordinário, quando feito com banha de porco. O cheiro alcançou a plateia, onde estava o chef Endinho Engel, do Amado, na Bahia. Era hora de provar arroz, feijão, carne. De mistura, cada um podia escolher o que preferia. “Espero que cada um revisite o que tem de história na mesa”, disse Neide, para se despedir.

Ficou com água na boca?