Paladar

Comida

Comida

O sorriso do Tião 'do Pão de Queijo' vai fazer falta

O baiano Sebastião Marques Cazumbá, que atendeu os clientes na loja do Pão de Queijo da Haddock desde a inauguração, morreu na última sexta-feira em São Paulo

13 dezembro 2016 | 20:34 por Patrícia Ferraz

São Paulo perdeu um de seus mais simpáticos personagens, o baiano Sebastião Marques Cazumbá, mais conhecido como o Tião do Pão de Queijo. Ele morreu na última sexta-feira, 9, em decorrência de um AVC que o deixou no hospital por quinze dias.

Sempre sorridente e delicado, Tião foi ganhando fãs desde a inauguração da mais famosa loja de pães de queijo da cidade, o Pão de Queijo da Haddock Lobo. Um de seus fãs era o restaurateur Rogerio Fasano, que desde a adolescência frequenta o lugar.

Tião trabalhou por 44 anos na minúscula lojinha, que é dividida ao meio pelo balcão de quindins, queijadinhas e salgados -- mas nada que ameace os célebres pães de queijo gordinhos que fizeram a fama do lugar.

Tião, sempre sorridente, com a cesta de pães de queijo recém saídos do forno.

Tião, sempre sorridente, com a cesta de pães de queijo recém saídos do forno. Foto: Divulgação

Ficou com água na boca?

A cada fornada, Tião vinha da cozinha com seu chapeuzinho branco, sorriso aberto, carregando uma cestona com os pães de queijo cobertos por um pano. Sabia exatemente quem tinha chegando em que ordem e ia servindo os pãezinhos ou colocando nos saquinhos para viagem.

Repetiu a rotina até o início deste ano, quando sofreu o primeiro AVC, que comprometeu sua saúde e o obrigou a ir à loja apenas duas vezes por semana "só para conversar um pouco com os clientes", como conta o primo Sebastião, que trabalha na casa. Há duas semanas teve outro AVC, foi hospitalizado, mas faleceu na sexta-feira. O sorriso dele vai fazer falta nos Jardins.

Ficou com água na boca?