Paladar

Comida

Comida

Portuguesas adicionaram açúcar ao amendoim pilado

A tradição de se comemorar com festas os santos de junho chegou ao Brasil com os portugueses. Já as comidas típicas tiveram grande influência indígena. Quase todo o cardápio era – e ainda é – preparado com os mesmos grãos e raízes que serviram de base para a alimentação dos índios e depois dos escravos na época da colonização, como a mandioca, o milho e, claro, o amendoim. Mas foram as portuguesas, segundo o botânico Gil Felippe, as primeiras a misturar açúcar à farofa de amendoim pilado com farinha.

19 junho 2013 | 23:11 por lucineianunes

Considerado afrodisíaco, o amendoim é uma leguminosa do gênero Arachis, que tem 80 espécies, muitas brasileiras, explica Felippe, no livro Amendoim – História, Botânica e Culinária (Ed. Senac). O Brasil é um dos maiores produtores do mundo, com cerca de 80% da plantação concentrada em São Paulo.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), 30% da produção anual é vendida nesta época. No ano passado, foram produzidas 158 mil toneladas do grão.

Leia mais:

Ficou com água na boca?

+ A paçoquinha, quem diria, chegou às mesas gourmets

+ A verdadeira paçoca é salgada

A safra se inicia em outubro e a colheita é realizada entre fevereiro e abril. Por isso, estão fresquinhos nesta época e permanecem assim se embalados e guardados em local seco e fresco. Na hora de comprar amendoins crus, prefira os brilhantes, uniformes, claros e sem cheiro. Caso contrário, podem estar estragando. Lembre-se de que o aroma só deve ser liberado após a torra.

Essa paçoquinha, que é feita com rapadura, é servido no Tordesilhas junto com o cafezinho. FOTO: Filipe Araújo/Estadão

>> Veja todas as notícias da edição do Paladar de 20/6/2013

Ficou com água na boca?