Paladar

Comida

Comida

Praça na zona norte ganha vida com bikes de comes e bebes

A bike Tô Fritis estacionou na praça, depois chegou o sommelier de cachaça Leandro Batista com a Umas e Outras e, em pouco tempo, uma praça na Vila Sabrina virou ponto de boa comida e bebida a bons preços

24 fevereiro 2016 | 15:34 por Ana Paula Boni

Um carrinho de cachorro-quente estacionado numa calçada de São Paulo não chama a atenção. Num bairro distante da zona norte, quase na divisa com Guarulhos, ainda menos. Mas quando pessoas com fome de trabalhar, egressas de cozinhas renomadas da cidade, resolvem estacionar suas bikes numa praça para vender comida e bebida, empenhadas em oferecer qualidade para a sua comunidade, aí o negócio muda de figura.

É o que tem acontecido na praça Carlos Koseritz, na Vila Sabrina, que desde julho do ano passado virou ponto de bikes de lanches e drinques. O negócio começou quando o cozinheiro Jefferson Alcântara estacionou ali a sua Tô Fritis, que vende sanduíches de frango empanado. 

Jefferson Alcântara e sua bike Tô Fritis, que vende sanduíche de frango empanado bem crocante

Jefferson Alcântara e sua bike Tô Fritis, que vende sanduíche de frango empanado bem crocante Foto: Gabriela Biló|Estadão

Ex-cozinheiro do Mocotó, do amigo de infância Rodrigo Oliveira, e ex-Rubaiyat, apostou no negócio em parceria com o sogro, quando se viu desempregado. “Não tinha dinheiro para food truck e me virei com bicicleta.” Sem condições de comprar uma panela de alta pressão por R$ 7.000, inventou um sistema que custou R$ 300. É na panela improvisada que frita o frango para os quase 4.000 lanches que vende por mês. O carro-chefe é o Big Fritis (R$ 6), com alface, pão francês redondo feito sob encomenda e molho à base de maionese caseira.

Ficou com água na boca?

+ LEIA MAIS:

Leandro Batista faz quinta edição do projeto Cachaçada na Quebrada

O negócio deu certo e logo o amigo e sommelier de cachaças Leandro Batista, que trabalhou nove anos no Mocotó, também estacionou sua bike Umas e Outras na praça. Queria divulgar a cachaça fazendo caipirinhas de qualidade a bom preço – o copo custa R$ 10 e tem de seriguela com caju; limões e rapadura; uvas com manjericão; abacaxi e capim-santo. Vende 1.200 caipirinhas por mês. Às sextas e aos sábados, para manter o fluxo, ele leva saquinhos com as frutas já cortadas e porcionadas. 

Leandro Batista e a sua bike Umas e Outras, de caipirinhas

Leandro Batista e a sua bike Umas e Outras, de caipirinhas Foto: Gabriela Biló|Estadão

Foi pensando no baixo custo que Leandro intermediou uma parceria da Bamberg com o gerente do Mocotó, Beto Santos, para levar uma barraca da cervejaria. Após o expediente no restaurante, Beto serve chope pilsen de 300 ml a R$ 5, além dos crocantes torresmos do Mocotó. E ainda tem a bike Magic Festas, de brigadeiro. Tanta movimentação trouxe vida para um local antes considerado inseguro e estimulou a Prefeitura a reformar a praça. Agora, mesmo à noite, crianças brincam nos equipamentos de ginástica recém-instalados por lá.

 

SERVIÇO - PRAÇA CARLOS KOSERITZ

Endereço: Av. Mendes da Rocha, altura do número 19, Vila Sabrina, zona norte.

Quando: seg. a sáb.: 20h/1h.

Ficou com água na boca?