Paladar

Comida

Comida

Só você pode fiscalizar

A dificuldade de fiscalizar a pesca ilegal de lagosta pode ser contornada não na produção, mas na ponta final: por você, que come. O governo do Ceará, em parceria com pesquisadores da universidade estadual tem um projeto de certificação da lagosta e quer botar a ideia em prática até a Copa de 2014, que terá Fortaleza como uma das sedes. “O restaurante e o hotel que comprarem vão saber de onde veio. Essa lagosta vai ter valor diferenciado”, diz o engenheiro de pesca Paulo Lira. Mas você pode começar já a ficar atento às exigências do certificado. FOTO: Filipe Araújo/Estadão

31 outubro 2012 | 23:58 por joseorenstein

1. Tamanho

A lagosta vermelha tem de ter pelo menos 13 cm de cauda; a lagosta verde tem que ter pelo menos 12 cm.

2. Frescor

Lagosta deve desembarcar viva. Fuja da lagosta sem cabeça, que pode ter sido pescada há tempo e já perdeu o frescor.

Ficou com água na boca?

3. Temporada

A pesca da lagosta é proibida entre dezembro e maio – se encontrar fresca nessa época, é ilegal.

4. Licença

O pescador tem de ser registrado e o barco licenciado pelo Ministério da Pesca. Na compra, não custa perguntar quem pescou.

5. Sem ovos

Hoje não é proibido pescar lagosta ovada, mas a prática é reprovada por estudiosos por comprometer a reposição da espécie.

>> Veja todos os textos publicados na edição de 1/11/12 do Paladar

Ficou com água na boca?