Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

A volta do Chez Panisse

Depois de três meses e meio fechado devido a um incêndio que destruiu a fachada, a varanda e parte do salão principal, o Chez Panisse, em Berkeley, na Califórnia, reabriu na noite dessa segunda-feira, 24.

26 junho 2013 | 16:21 por carlaperalva

A chef Alice Waters aproveitou a reforma para fazer algumas mudanças no restaurante: toda a fiação foi trocada; a fachada de madeira, totalmente refeita; um novo banheiro foi construído; os pisos, as mesas e as cores das paredes foram renovados; e um novo salão foi construído com pau-brasil  (reutilizado de outras construções) e sem um único prego.

O desenho de Kip Mesirow e a nova fachada do Chez Panisse

Na leva de mudanças, o cardápio também virá com algumas novidades – e continuará mudando nos próximos meses, garantiu Alice em entrevista ao Berkeleyside. Há uma nova opção de sobremesa quente, massas servidas como entrada em porções menores e novos acompanhamentos feitos com vegetais da região. A carta de vinhos foi reduzida e terá no máximo 15 rótulos.

Ficou com água na boca?

Uma grelha ao livre foi montada para preparar o almoço dos trabalhadores na época da reforma. Na foto, o chef Nathan Alderson

Trabalho em grupo. A equipe do restaurante continuou sendo paga enquanto o restaurante estava fechado e ajudou em todo o processo de reconstrução. No Facebook do restaurante, há fotos dos cozinheiros preparando refeições para os trabalhadores, funcionários aprendendo a restaurar cadeiras e limpando o teto e os móveis. Cozinheiros, garçons, construtores e carpinteiros trabalharam juntos durante os três meses para reerguer a casa.

Em entrevista ao Eater, Alice se disse emocionada com a quantidade de amigos, clientes e pessoas da comunidade que apareceram após o incêndio oferecendo todo o tipo de ajuda. “Me fez lembrar por que eu tenho aquele restaurante. Para estar conectada com a comunidade e para que as pessoas se sintam donas do lugar, que aquele é o lugar delas para comer.  Acho que, durante todos esses anos, muitas pessoas tiveram esse tipo de relação próxima com o Chez Panisse. Eu descobri isso no primeiro incêndio (o restaurante foi totalmente destruído pelo fogo em 1982). Naquela época, estava bastante autocentrada, prestava atenção nos clientes, mas meu principal desejo era cozinhar o que eu queria e fazer isso do jeito que eu queria fazer e torcer para que as pessoas quisessem comer.  E felizmente eles quiseram. Mas depois do incêndio, percebi que é preciso prestar atenção ao que as pessoas querem experimentar também. Eu fiquei muito emocionada. E estou agora de novo. Percebi que nós temos muitos bons amigos.”

Cozinheiros e garçons aprenderam a restaurar cadeiras

Neste texto, em inglês, o antigo relações públicas da casa, David Prior, conta como a comunidade que o restaurante construiu ao longo de seus 42 anos de história ajudou na reconstrução: chefs amigos, antigos alunos, ex-funcionários, fornecedores, fazendeiros, Kip Mesirow, o empreiteiro da antiga fachada, o músico embalava as festas da equipe nos primeiros anos, todos contribuíram. Duas meninas de 9 anos que moram no bairro deram um cheque de US$ 37 para Alice, dinheiro que arrecadaram vendendo limonada e biscoitos na vizinhança.

FOTOS: Reprodução

Ficou com água na boca?