Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Adrià quer novo formato de criatividade para o El Bulli

Depois da notícia de que vai fechar o El Bulli por dois anos e devolver as três estrelas Michelin, anunciada há pouco durante uma entrevista coletiva no Madrid Fusión, Ferran Adrià conversou com o Paladar. O catalão disse que está feliz e tranquilo, que a decisão não foi intempestiva nem é reflexo de uma crise de criatividade ou de excesso de pressão. “Ao contrário, eu preciso da pressão para criar”, afirmou.

26 janeiro 2010 | 15:32 por patriciaferraz

“Há mais de um ano, Juli Soler (sócio do chef) e eu vínhamos amadurecendo esta ideia. Chegamos a pensar em fechar de uma vez, chegamos a imaginar outros formatos, mas percebemos que o que queremos é que o El Bulli continue a ser criativo. Para isso, não poderíamos simplesmente continuar a fazer o que vínhamos fazendo nos últimos anos, isso seria apenas repetir em vez de criar”, disse. “Vamos ter de encontrar esse novo formato de criatividade. E ainda não tenho a menor ideia do que será, começaremos a trabalhar nisso amanhã. É uma notícia excelente, notícia ruim seria dizer que deixamos de ser criativos.”

O El Bulli continuará funcionando no formato atual por mais duas temporadas: “Não podemos fechar imediatamente, porque temos muitos compromissos, reservas feitas por gente do mundo todo para 2010 e 2011″, disse o chef. Neste ano, será tudo igual, incluindo a temporada de outono, que estreou no ano passado. Em 2011 a temporada terminará em setembro.

O mais novo ex-três estrelas do mundo anunciou que sua equipe vai começar a trabalhar buscando as novidades “a partir de amanhã”. Mas garantiu que as pesquisas de seu taller em Barcelona serão diferentes a partir de agora: “Não vamos nos dedicar a fazer pesquisas científicas, essas vão ficar a cargo da Fundação Alícia, o El Bulli vai fazer apenas as pesquisas gastronômicas. Vamos continuar trabalhando para que a cozinha espanhola continue em alta”.

Se já era difícil conseguir uma reserva para o El Bulli em tempos de normalidade, imagine agora quando o que o restaurante oferece tem data para acabar…

Ficou com água na boca?

Juan Mari Arzak assistiu à coletiva de Ferran Adrià na primeira fila (bem, ele arrastou uma cadeira até a frente…). E sua presença serviu para uma tentativa do sócio de Ferran, Juli Soler, amenizar o clima de seriedade e surpresa que imperava na sala repleta de jornalistas. “Queremos anunciar também que Arzak vai fechar seu restaurante e transformá-lo num bar”, brincou. No fim da coletiva, Arzak deu um beijo em Ferran.

Em conversa com o Paladar, Arzak disse que não estava surpreso, pois de alguma forma já sabia da novidade. “O que penso desta notícia? Penso que isso é El Bulli, eles são assim. E continuarão sempre fazendo coisas surpreendentes.”

Para Quique da Costa, a notícia não é sinal de que o fim do apogeu da cozinha espanhola está próximo. “Ao contrário, até porque Ferran Adriá é um sol da cozinha espanhola, mas não o único”. Ele avalia a novidade como um gesto de generosidade de Adrià.

Pedro Subijana também sabia da notícia de antemão. “Essa mudança mostra que Ferran Adrià não se conforma em fazer o de sempre, tem de mudar.”

A editora do Paladar, Patrícia Ferraz, está no Madrid Fusión e atualizará constante o blog com as notícias do evento

Ficou com água na boca?