Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

América Latina terá ranking de 50 melhores restaurantes

Por Cintia Bertolino

27 fevereiro 2013 | 11:55 por redacaopaladar

Especial para o Estado

No embalo da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia, divulgada nesta semana, a América Latina se prepara para conhecer os seus 50 Melhores Restaurantes. O ranking organizado pela revista inglesa Restaurant será anunciado em setembro, em Lima, no Peru. Em São Paulo, o assunto ainda está sendo tratado em sigilo, mas a movimentação de chefs já começou. “Nesse momento não estou em posição de confirmar ou desmentir essa informação. O que posso dizer é que estamos sim pesquisando e discutindo a possibilidade de criar um 50 Best América Latina”, disse o editor da revista Restaurant, William Drew, em entrevista ao Paladar, de Londres.

Criado pela revista inglesa Restaurant, em 2002, e patrocinado pela S. Pellegrino e Acqua Panna, o ranking dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo se tornou a premiação mais popular e aguardada da gastronomia.

Ficou com água na boca?

Além do prestígio, a lista tem uma característica muito prática: as casas que aparecem nela veem o público crescer exponencialmente. Informal, a premiação tem o espírito de seu tempo, mas ao rejeitar critérios mais rígidos (votantes não precisam comprovar que estiveram nos restaurantes escolhidos, por exemplo) angariou uma série de críticas.

A ideia de expandir a premiação por diversas regiões do mundo começou a ser pensada há dois anos. “Queríamos trabalhar melhor o sucesso de nossa marca. Começamos uma pesquisa e escolhemos a Ásia para ser a primeira por esta ser uma região com grande apetite por gastronomia. Lá, sabíamos, seriamos bem aceitos”, disse Drew.

Na América Latina, as pesquisas começaram há cerca de um ano. Seguindo essa lógica, não será grande surpresa acompanhar em breve um 50 Best Estados Unidos. Os organizadores não parecem preocupados que a lista principal acabe perdendo impacto com as premiações regionais. “Fomos muito cuidadosos. A princípio essa era uma questão, mas acho que as premiações regionais não enfraquecem o ranking principal. Ao contrário, o fortalece”, disse.

No entanto, Drew não descarta a possibilidade de futuras discrepâncias entre as listas. Hoje, o restaurante Les Creation de Narisawa, em Tóquio, do chef Yoshihiro Narisawa, recém eleito o número 1 da Ásia ocupa atualmente a 27ª posição na lista principal de 2012 – a mesma que tem o D.O.M. em 4º lugar. No dia 29 de abril em Londres, será particularmente interessante acompanhar o sobe e desce do novo ranking e observar se os votos já começam a sofrer influência da lista asiática.

Como votar. O mundo do 50 Best é divido em 27 regiões. Cada região tem um presidente responsável por apontar outros 31 votantes, escolhidos entre jornalistas, críticos, chefs de cozinha e interessados em gastronomia. Ao menos 10 pessoas do júri devem mudar, anualmente. No Brasil, o presidente é o crítico da Folha de S. Paulo, Josimar Melo.

Ficou com água na boca?