Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Com técnica e ingredientes locais, O Mar Menino desbrava o Ceará

Comandado pelo chef Leonardo Gonçalves, o restaurante serve o que ele chama de denominação de origem cearense

05 julho 2017 | 21:13 por Isabelle Moreira Lima

De Fortaleza, Ceará

O chef Leonardo Gonçalves tem escrito nas redes sociais: DOC or Die. Denominação de origem controlada ou morte, você pensa. Mas o C em questão é de cearense. Gonçalves é o idealizador do restaurante O Mar Menino, em Fortaleza, e tem mergulhado em ingredientes e técnicas cearenses desde que a casa abriu há dois anos com um perfil difícil de encontrar na cidade: moderno e sem frescura, com uma cozinha trabalhada e arraigada no regional.

Camarões com molho à base de dendê e coco, farofa de maracujá e arroz de castanhas do restaurante O Mar Menino, de Fortaleza

Camarões com molho à base de dendê e coco, farofa de maracujá e arroz de castanhas do restaurante O Mar Menino, de Fortaleza Foto: Leonardo Gonçalves|Acervo Pessoal

Então você reflete um pouco mais: comida cearense, o que é mesmo? Leva pimenta? Festival de frutos do mar? Algum tempero específico? O chef tem consciência de que não é a cozinha mais conhecida ou festejada entre as nordestinas. “Ela é pouco pesquisada e acaba se confundindo com a da região toda, algumas receitas são meio difusas”, afirma. 

Para dar uma luz ao leitor, segue a lista dos ingredientes mais usados: muitos frutos do mar, carne de sol e carneiro também; feijão verde, farinha, caju e castanha, e por aí vai.

Gonçalves resolveu, portanto, focar nessa lista (e em outros produtos locais) e criar receitas próprias que fazem a visita a O Mar Menino valer a pena. Entre suas criações, tem cupim de sol com redução de rapadura, purê de batata doce, vinagrete de maxixe com amendoim e farofa (R$ 54); carne de caranguejo com feijão verde na manteiga de garrafa e caldo de cogumelos de Guaramiranga (serra a 100 km de Fortaleza; R$ 28); e o sirigado grelhado – reputado como a picanha dos mares – ao molho de leite de coco e coentro com macaxeira brócolis e arroz com castanha (R$ 58).

Há ainda o menu em dez etapas (R$ 150), que pede reserva com um dia de antecedência. 

O que trazer

Em Fortaleza, não deixe de visitar a Emcetur (Rua Senador Pompeu, 350, Centro) e refestelar-se com as melhores rendas, entre outras peças de artesanato que darão um up na sua mesa; e produtos derivados do caju, como castanhas e doces.

SERVIÇO

O Mar Menino. Av. Barão de Studart, 1.043, Aldeota, (85) 3039-5359

Navegue pelo mapa e encontre outros destinos gastronômicos: