Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Málaga, a cidade de Picasso tem cozinha tradicional espanhola

Distante da revolução de vanguarda da cozinha de Ferran Adrià, a cidade de Málaga apresenta sabores e ingredientes da cozinha de tradição espanhola

08 junho 2016 | 16:48 por Patricia Ferraz

Málaga manteve-se distante da revolução de vanguarda que se espalhou pela Espanha, liderada pelo catalão Ferran Adrià. O negócio ali é desfrutar da tradição, da comida caseira, dos famosos espetos de sardinhas servidos nos chiringuitos, os quiosques de praia.

O receituário tradicional tem estrelas como as sopas geladas para aplacar o calor do verão, o ajo blanco, que combina alguns dos produtos que a região tem de melhor, a amêndoa, o Jerez, as uvas, além de pão de miga, alho e água;  e a porra antequerana, uma sopa de tomates, pimentões , alho, pão, azeite e vinagre, também chamada de salmorejo, outro clássico local.

Arrozes, peixes e frutos do mar, verduras e legumes em profusão. A região produz vinhos, doces, tintos brancos e roses, além de farta variedade de queijos de cabra de diferentes períodos de maturação.

Algumas dicas gastronomicas de lugares e sabores para conhecer um pouco mais da cidade onde naceu Picasso:

LA MALAGUEÑA 

Ficou com água na boca?

O dia em Málaga pode começar com uma xícara de chocolate quente espesso e churros. Há diversas churrerías pela cidade, a mais tradicional é La Malagueña, que está na terceira geração da mesma família à frente do negócio e segue a tradição de preparo artesanal. Churro ali se come com as mãos, mergulhando a ponta no chocolate quente antes de cada bocada. Um clássico local.

Onde. Calle Sebastián Souvirón, 6. lamalagueña.com

EL PIMPI 

É um bar de tapas simpaticíssimo, que funciona há 45 anos num casarão do século 18 -- foi crescendo, avançou para um vizinho, para o outro, para a esquina e acabou indo dar numa praça aos fundos, onde virou um enorme terraço. São dezenas de ambientes, de diferentes tamanhos, com decoração típica do sul da Espanha, jardim, e corredores com fotos que atestam a passagem de famosos por ali. El Pimpi fica bem perto dos monumentos malagueños, o teatro romano, a alcabaza, o museu picasso... Para comer, há jamónes e queijos locais, uma seção de montaditos (sanduíches abertos), além de carnes e peixes.

Onde. Calle Granada, 62. elpimpi.com 

El Pimpi. Bar de tapas em Málaga

El Pimpi. Bar de tapas em Málaga Foto: Patricia Ferraz|Estadão

MERCADO DE LA MERCED

O Mercado de la Merced é o mais novo empreendimento gastronômico da cidade, um antigo mercado de alimentos, reformado para abrigar restaurantes, vinherias, cervejarias e lojas. O balcão de tortillas, altas, com diferentes recheios é de dar água na boca. O de jamónes também vale uma parada.

Onde. Calle Merced, 4. mercadomerced.com

Tortilla no Mercado de la Merced

Tortilla no Mercado de la Merced Foto: Patricia Ferraz|Estadão

AMÊNDOAS FRITAS

Não deixe de provar as amêndoas fritas. São enormes, fritas e sequinhas, vendidas por camelôs pelas ruas do centro e também no Mercado de Atarazanes, que vende alimentos e tem uma impressionante seção de peixes frescos.

Onde. Mercado de Atarazanes. Calle Atarazanas, 10. 

Experimente as amêndoas fritas que podem ser encontradas pelas ruas do centro de Málaga

Experimente as amêndoas fritas que podem ser encontradas pelas ruas do centro de Málaga Foto: Patricia Ferraz|Estadão

+ A Barcelona de Albert Adrià

+ Conheça a Barcelona entre tapas, montaditos e plânctons 

Navegue pelo mapa e encontre outros destinos gastronômicos:

 

 

 

 

Ficou com água na boca?