Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Menus executivos de R$ 52 a R$ 59

Entrada, prato principal e sobremesa em diferentes fórmulas pelos principais restaurantes de São Paulo

01 julho 2015 | 21:02 por Redação Paladar

O Paladar provou menus executivos em São Paulo para saber como os restaurantes da cidade estão servindo a fórmula entrada, prato principal e sobremesa. Veja abaixo os locais preferidos da equipe com preços fixos de R$ 52 a R$ 59 (lembrando que o valor da conta final inclui água, café e 10% do serviço).

TABERNA DA ESQUINA

Preço menu: R$ 52

Conta: R$ 70,80

Ficou com água na boca?

FOTOS: Amanda Perobelli/Estadão

São duas opções diárias com preços diferentes: o do mar, com pratos principais que levam ingredientes marinhos, custa R$ 58, e o da terra, com cortes de boi, porco ou frango, R$ 52. Em ambos, o estilo é o mesmo com pratos caseiros típicos da cozinha do chef português Vítor Sobral. A economia na conta entre o executivo e o a la carte não é grande. Dividir os pratos do menu pode dar no mesmo. Por exemplo, dividindo a salada (R$ 36) e o bacalhau à taberneiro (R$ 82) – gasta-se R$ 59, sem sobremesa.

Onde. R. Bandeira Paulista, 812, Itaim Bibi, 3167-6489. 12h/15h (3ª a 6ª)

Entrada

Não é propriamente uma enganação, mas também não é uma entrada à altura dos pratos que fazem parte do executivo. A entrada é sempre uma saladinha comum com um acompanhamento que só acentua a nulidade das folhas que a compõe. No dia em que a reportagem foi ao restaurante, as folhas vieram acompanhadas por um croquete de carne maravilhoso, daqueles que fazem querer a porção toda (R$ 22, com quatro unidades). Foi o melhor da entrada, sem dúvida.

Prato principal

Duas opções diárias (um no menu da terra e outra no do mar) bem ao estilo Vítor Sobral de cozinha: pratos simples e tradicionais executados com esmero. Vale a ida às quintas-feiras quando, entre as opções, há o arroz de peixe à pescador (foto). Nas sextas, o prato do dia é bacalhau, mas se quiser apostar em algo diferente, experimente a carne de porco cozida e de pecha, economize R$ 6.

Sobremesa

No executivo, a única sobremesa varia diariamente. E não espere encontrar ali os clássicos da doçaria portuguesa pastel de belém e de santa clara. Em compensação, há pudim de azeite e mel, baba de camelo e leite creme. Se não estiver contente com a seleção do dia, os preços das sobremesas à parte variam de R$ 12 a R$ 18 e não chegam a amargar a conta.

ARTURITO

Preço menu: R$ 52

Conta: R$ 71,94

Valeu. Embora o menu executivo ofereça apenas uma opção por dia de entrada, prato e sobremesa, ele reflete bem a cozinha da casa, com receitas saborosas e bem executadas. Não há dia fixo para os pratos, que são preparados de acordo com a disponibilidade dos ingredientes. Então, a dica aqui é ligar antes para saber o que é oferecido no dia. O serviço foi eficiente e gentil, e o ritmo foi ditado pela mesa. No quesito conta, oferece boa relação de qualidade e preço. No menu normal, as entradas vão de R$ 9 (salada da horta) a R$ 35 (burrata artesanal com salsa verde); os pratos de R$ 32 (sanduíche de jamon) a R$ 72 (polvo na chapa ou ojo de bife); e as sobremesas de R$ 18 (creme brulee) a R$ 24 (o semifredo servido no executivo).

Onde. R. Artur de Azevedo, 542, Pinheiros, 3063-4951. Ter. a sex., 12h/15h.

Entrada

Muda todo dia. Na visita do Paladar, a entrada era uma sopa minestrone, vigorosa, com mini cubos de abóbora, mandioquinha, cenoura e batata, feijão manteiguinha e espinafre, acompanhado de fatia de pão de massa azeda torrado e amanteigado. Foi o ponto alto do menu.

Prato principal

Tem a assinatura da execução cuidadosa e apresentação impecável, pode ser massa (foto), peixe, carne… No dia da visita, era um namorado “fresquíssimo” assado no forno a lenha com batatas e servido com aioli picante. As batatas sautée estavam delicadas e no ponto de manteiga. O aioli, no entanto, não era exatamente picante.

Sobremesa

Delicadas e caprichadas, as opções variam entre tortas, alfajores e afins. No dia da visita, era semifredo de uvas passas com sherry.

LEIA MAIS:

+ Menus executivos até R$ 50

+ Menus executivos de R$ 61 a R$ 65

+ Menus executivos acima de R$ 65

OSTERIA DEL PETTIROSSO

Preço menu: R$ 54

Conta: R$ 72,05

O restaurante do chef italiano Marco Renzetti tem um dos melhores sistemas de menu executivo: escolhe-se qualquer prato do cardápio e, pelo preço dele, vem o couvert, a entrada e a sobremesa – o Tappo tambem funciona assim.

A refeição, dessa maneira, não fica restrita às opções do dia e é boa oportunidade de experimentar as criações do chef presentes no cardápio principal, mas pagando menos. As saladas da entrada, no entanto, não empolgam muito.

Mas a conta vale a pena: se fosse comer pratos semelhantes no jantar, o cliente pagaria em torno de R$ 110 (sem bebidas ou serviço). Há, ainda, vinhos em taça, de R$ 21 a R$ 29.

Onde. Al. Lorena, 2.155, Jd. Paulistano, 3062-5338. Ter. a sex., 12h/15h.

Entrada

O couvert, composto de pão e manteiga batida, vem incluso no preço do menu. Na entrada, há sempre quatro opções de salada: panzarella, carpaccio, mediterrânea e nizzarda (foto), que é composta de um mix de folhas, aliche, azeitonas pretas, tomates cereja e ovo poché.

Prato principal

É possível escolher qualquer prato do cardápio – e o preço dele será o do menu executivo. Assim, a sua escolha determina o quanto será gasto: há opções de R$ 54 (nhoque gratinado com burrata e pecorino) até R$ 78 (saltimboca di vitella), entre massas frescas, mariscos e carnes. Se pedir o tonnarelli cacio e pepe (foto) você escolhe a espessura da massa, que é caseira, mas o melhor é apostar na recomendação do chef, especialista no assunto. Ele recomenda a massa fresca mais grossa.

Sobremesa

São cinco opções: gelato artesanal, crème caramel, tiramisù (nem sempre disponível), sorbet de limão e a deliciosa panna cotta com calda de frutas vermelhas.

ICI BISTRÔ

Preço menu R$ 54

Conta R$ 71,61

Ou você escolhe uma entrada e um prato principal ou o prato e a sobremesa. São quatro opções para cada uma delas. Nenhuma é enganação criada apenas para o executivo: todas refletem o menu francês.

Onde. R. Pará, 36, Higienópolis, 3257-4064. Seg. a sex., 12h/15h

Entrada

O premiado steak tartare (foto) da casa está entre as opções, igualzinho ao do cardápio regular, com alcaparrão e gema crua de ovo de codorna. Tem ainda vichyssoise e ostras.

Prato principal

Três tipos de molho podem acompanhar a fraldinha com fritas: béarnaise, dijonnaise ou poivre. A carne vem servida ao ponto; e as batatas, crocantes e saborosas. O cardápio tem mais três opções de principal: cotoletta de porco milanese, frango rôti e pargo, tomate defumado e gremolata.

Sobremesa

Se optar por comer sobremesa, o cliente do Ici Bistrô terá que abrir mão da entrada. O menu de almoço não tem três tempos como os demais. Ao abrir mão do primeiro prato, é possível escolher entre uma das quatro opções disponíveis: profiteroles (foto), terrine au chocolat, tarte tatin, e frutas do dia.

KINOSHITA

Preço menu: R$ 55

Conta R$ 75

FOTO: Tiago Queiroz/Estadão

Foi um almoço muito agradável, ficou fácil entrar no clima zen da casa, com pratos saborosos e de acabamento delicado. O estilo do chef se repete no executivo, embora as porções sejam pequenas. Mas o preço compensa, muito: só a mesma entrada pedida à la carte – as fatias de peixe branco com yuzu e molho ponzu – custa R$ 65, ou seja, R$ 10 a mais que o executivo, com entrada, prato e sobremesa. O ritmo da refeição é imposto pelo cliente, ou seja, se estiver com pressa, dá para comer bem e rápido. Há opções mais fartas e uma vegetariana.

Onde. R. Jacques Félix, 405, V. N. Conceição, 3849-6940. Seg. a sex., 12h/15h.

Entrada

Feita no sushi bar, varia dia a dia

Prato Principal

Pode ser um peixe, no dia era empanado (e delicioso). Ou uma carne, que estava apenas ok.

Sobremesa

Doce como o arroz doce, ou fruta

AGUZZO

Preço menu: R$ 59

Conta: R$ 78,40

O executivo está bem dentro do espírito da casa, os pratos são bem servidos e bem acabados – especialmente a entrada e a sobremesa tinham bema apresentação. Na comparação com o menu à la carte, o executivo compensa bastante. Para ter uma ideia, as massas recheadas custam de R$ 58 a R$ 60 reais e as secas vão de R$ 69 a R$ 93 (tagliolini verde com camarão). Carnes também podem chegar a R$ 93. As entradas custam de R$ 26 a R$ 36. Ou seja, se pedir a entrada e a massa mais baratas, a conta de um jantar sem sobremesa será R$ 84 – no almoço executivo, com sobremesa, água, café e 10% ficou em R$ 78,40.

Quem dita o ritmo do almoço executivo no Aguzzo é o cliente, mas a chegada do cardápio demora aproximadamente dez minutos e o espaço entre a retirada da entrada e a chegada do prato principal foi mais longo que o necessário. Se estiver com pressa, melhor avisar o garçom.

Onde. R. Simão Álvares, 325, Pinheiros, 3083-7363. Seg. a sex., 12h/15h

Entrada

São duas opções por dia. Geralmente uma salada caprichada, como o mix de folhas servido com delicado vinagrete de tomate e manga. E outra opção variada. No dia da visita era um caldo verde, saboroso e batido em forma de creme, não com pedaços como é tradicional. Mas estava bom e bem servido.

Prato principal

Todos os dias há quatro opções de pratos que podem ou não fazer parte do cardápio regular da casa. Tem sempre uma sugestão de massa seca e uma de massa recheada, como a massa verde da foto ao lado, recheada com ricota e servida com manteiga e lascas de amêndoa. E além das massas, há uma opção de carne e uma de peixe. No dia da visita, a massa recheada com ricota e espinafre foi servida com molho rosé –saborosa, embora nada criativa.

Sobremesa

A cada dia há uma sugestão de doce, quase sempre de sotaque italiano e uma fruta da estação. Por sorte, no dia da visita a sobremesa em cartaz era a ótima panna cotta de baunilha da casa, servida com calda de framboesa. Saborosa, bem apresentada, como você pode conferir na foto ao lado.

ATTIMO

Preço menu: R$59

Conta: 71,62

A história do já conhecido Zécutivo do Attimo vem impressa no cardápio. Jefferson Rueda conta que criou o menu executivo se inspirando (e como uma forma de homenagem) nos PFs que comia no Bar do Zé, no Itaim, quando chegou em São Paulo vindo do interior – “todo dia da semana, sempre diferente, sempre o mesmo preço”. O serviço é atencioso e ágil, o almoço segue bem o ritmo dos executivos: nada de enrolação entre um prato e outro. A refeição termina em alta: café com quatro mini acompanhamentos: brigadeiro, doce de abacaxi, broa de milho e queijo meia cura. O chef está de saída do restaurante, mas o menu executivo permanece inalterado por pelo menos por mais um mês.

Onde. R. Diogo Jácome, 341, V. N. Conceição, 5054-9999. Ter. a qui., 12h/15h

Entrada

O couvert – manteiga de urucum, pasta de berinjela assada, pão italiano e focaccia – faz parte do menu executivo. O cardápio muda todos os dias, sempre com duas opções de cada etapa do serviço e as sugestões podem ser conferidas no site. Esta polenta mole com ragu de linguiça (foto) é servida na quarta-feira.

Prato principal

A cada dia são duas opções fixas, no estilo prato do dia. Na terça-feira tem o corte de açougueiro (miolo de paleta) com batatas; na quarta, pescado do dia (foto) com farofa de tomate e cappellini de manjericão; costeleta de porco com purê de batata-doce roxa e legumes crocantes, na quinta; e na sexta tem fígado de boi com purê de mandioquinha.

Sobremesa

Há sempre uma fruta da estação e uma opção de doce do dia. Na terça, é arroz-doce integral com toffee, flor de sal e crocante de amendoim; na quarta, a pedida é sorvete de creme com calda de jabuticaba (foto); na quinta, parfait de manga (sorbet de manga, cubos de manga fresca, chips de manga e maracujá doce); e na sexta, degustação de sorbets.

EMILIANO

Preço menu: R$59

Conta: R$81,40

O Emiliano mantém a característica que o colocou em destaque no cenário gastronômico: o cuidado com o ingrediente. O restaurante do hotel virou referência no assunto, inclusive com o uso de vegetais orgânicos em pratos autorais, quando estava sob comando do chef José Barattino, que saiu de lá no começo de 2013 – foi substituído por Stefano Impera, que saiu em outubro de 2014; quem assumiu a cozinha foi Cléber Oliveira, que era sous-chef. São duas as fórmulas de almoço. Entrada, prato principal e acompanhamento ou sobremesa a R$ 59 ou fórmula completa, com acompanhamento e sobremesa, a R$ 72. Inclui couvert e uma taça de espumante. O café – bem mais ou menos – custa R$ 7. Melhor declinar.

Onde. R. Oscar Freire, 384, Cerqueira César. 3068-4390. 12h/15h

Entrada

Há quatro opções fixas. Tem carpaccio de Black Angus com rúcula e molho de mostarda (foto), com molho delicado e servido com folhas fresquíssimas e pimenta moída na hora. Tem também um tartare do dia, salada caprese e salada mista. O couvert está incluído no menu e é bem sortido, vem com cinco tipos de pão, manteiga, queijo de cabra com alecrim e compota de cebola caramelizada.

Prato principal

O cliente deve combinar um prato com um acompanhamento. Tem sempre um peixe do dia, um risoto, galetinho (foto), filé mignon ao molho rôti e escalope de vileta à milanesa. E podem vir acompanhados de salada de folhas, legumes salteados, purê de mandioquinha ou verde, massas (nhoque trufado ou tagliatelli com manteiga e sálvia), polenta ou risoto. No dia da visita do Paladar, não tinha o galetinho então o pedido foi filé mignon ao rôti. O ponto estava bom, embora a carne pudesse estar mais vermelha. De todo modo estava muito macio, bem temperado e suculento. Como acompanhamento foi servida uma salada impecável: um bom e simples mix de folhas frescas e crocantes.

Sobremesa

Sempre tem um doce e uma opção de fruta. No dia da visita o doce era um cannolo com cream cheese, frutas cristalizadas e sorvete de pistache. O sorvete estava muito bom: equilibrado, não tão doce, apesar de estar muito gelado e difícil de partir. A casca do cannolo era crocante mas muito dura pra ser quebrada com o garfo/colher.

>>Veja a íntegra da edição do Paladar de 2/7/2015

Ficou com água na boca?