Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Novo Aranda Asador y Tapas traz partes da cozinha espanhola à rua Amauri

Com foco na grelha de onde saem carnes e peixes, casa também aposta na carta de gim, mas não deixa de lado clássicos como paella e croquetas

09 agosto 2017 | 18:47 por Renata Mesquita

O novo Aranda Asador y Tapas que abriu as portas há um mês mostra um pouco de cada Espanha – do mar à montanha, da tradição das tapas, sangrias e tortillas às invenções da cozinha de vanguarda que revolucionou a gastronomia mundial. Não por acaso, o restaurante localizado na rua Amauri tem um menu extenso: a casa tenta abraçar cada uma destas partes do país ibérico. Mas no coração estão os assados.

Preparados conforme a tradição de Aranda, na região de Burgos, ao norte de Madri, são três cortes: rabo de toro (R$ 59) servido com polenta; a paleta de cordeiro de leite, e a costela de cordeiro servida com batatas ao murro. Há também os cortes tradicionais por aqui – ojo de bife (R$ 82), assado de tira, chorizo – que saem da grelha e podem receber acompanhamentos, como batata suflê crocante (R$ 24) e arroz de brócolis. 

Paella feita na hora no cardápio todos os dias no almoço e no jantar

Paella feita na hora no cardápio todos os dias no almoço e no jantar Foto: Amanda Perobelli|Estadão

Da grelha o corte Aranda com batatas suflê, farofa de bacon e molho de cebola

Da grelha o corte Aranda com batatas suflê, farofa de bacon e molho de cebola Foto: Amanda Perobelli|Estadão

Ficou com água na boca?

Do mar, algumas opções também passam pela grelha, como o bacalhau à espanhola (R$ 112) que chega à mesa com pimentão, cebola, batatas e azeitonas. O cardápio continua com opções de arrozes – pato, polvo, bacalhau – até chegar à paella (R$ 170 serve duas pessoas) que é servida todos os dias tanto no almoço quanto no jantar. 

As tapas e croquetas surgem em profusão. São mais de 20 opções, das tradicionais batatas bravas à tapa de jamón com ovo de codorna ou frigideirinhas de polvo com lula (R$ 62). 

Para beber, além de vinhos, selecionados pela sommelière Gabriele Frizon, há uma seção dedicada aos drinques de gim e em especial ao gim tônica – o coquetel que é mania em Madri. Aliás, foi na Espanha que o drinque alçou a fama alguns verões atrás antes de aterrissar por aqui. O especialista em gim, José Osvaldo Amarante, nome pro trás do livro Os Segredos do Gim, foi convidado para desenvolver uma carta com dez marcas de gim de diferentes países para o restaurante. Quem tiver curiosidade (e coragem) pode provar o drinque com Monkey 47 (R$ 55), marca alemã ainda difícil de encontrar por aqui. 

Um dos proprietários da casa, o restaurateur Antonio Mendes, está por trás do projeto que aposta na retomada da rua Amauri (depois de anos de fervor gastronômico a rua no Itaim viu muitas das suas casas fecharem as portas). Mendes como é conhecido no meio, trabalhou por vários anos com o espanhol Belarmino Iglesias, o fundador do grupo Rubaiyat, morto em maio, com quem aprendeu muito sobre a Espanha das carnes e dos assados. 

Ambiente novo restaurante Aranda na rua Amauri

Ambiente novo restaurante Aranda na rua Amauri Foto: Amanda Perobelli|Estadão

SERVIÇO

ARANDA ASADOR Y TAPAS

R. Amauri, 328, Itaim Bibi.

Tel.: 3079-4816

Horário de funcionamento: 12h/15h30 e 19h/0h (sex. e sáb., 12h/1h; dom., até as 17h).  

Ficou com água na boca?