Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

René Redzepi passa o chapéu

O dinamarquês René Redzepi, chef do Noma, está pedindo doações “pequenas ou grandes”. Pode parecer estranho, vindo do chef do restaurante eleito por três anos consecutivos o melhor do mundo pela Restaurant e atual segundo colocado. Mas, segundo o chef, é por uma causa nobre: ajudar a colocar de pé a terceira edição do MAD, o simpósio de gastronomia organizado por ele desde 2011, que será realizado entre 25 e 26 de agosto em Copenhague.

05 julho 2013 | 19:12 por redacaopaladar

Para garantir a independência total do evento, Redzepi recusou qualquer patrocínio da indústria alimentícia e optou por convocar os interessados e apaixonados por comida a darem suas contribuições. “Mudar a maneira como pensamos comida é crucial para a saúde deste planeta”, declarou o chef na carta em que pede as doações.

O organizador René Redzepi ao centro e alguns do participantes já anunciados

Ele fez questão de destacar também a importância das pesquisas e do aprendizado constante para o aprimoramento do site em escala mundial. “Os chefs hoje têm uma nova oportunidade – e talvez até uma obrigação – de informar o público sobre o que é bom comer e porquê. Isso significa que nós mesmos também precisamos aprender muito mais sobre assuntos que são críticos para nosso mundo: história da culinária, flora nativa, a relação entre comida e sistemas de fornecimento de comida, sustentabilidade e a importância social daquilo que comemos.”

Ficou com água na boca?

A primeira edição do MAD teve como tema vegetação e buscou estimular a troca de conhecimento sobre a origem dos alimentos e seus diferentes modos de produção. No ano seguinte, foi a vez de colocar em pauta o apetite, já que Redzepi queria “pesquisar a intuição que direciona nossa rotina diária e inspira nossa criatividade, essencial para produzirmos uma boa refeição”. Nesta terceira edição, a bola da vez é a coragem. “Queremos invocar um senso de coragem e urgência, fazendo que essa MAD se torne foro onde as pessoas refletem sobre histórias e ideias que ninguém se atreve ou tem a oportunidade de dizer.”

O curador do evento é David Chang, do Momofuku, em nova York. Entre os chefs que já confirmaram presença estão Alex Atala, do D.O.M., e o estrelado Michael Babort, do L’Ástrance, em Paris. Veja a lista completa aqui.

Os ingressos custam o equivalente a US$ 450 e podem ser solicitados através do e-mail  aka at noma.dk. O MAD será transmitido por streaming e o material ficará disponível aberto gratuitamente na internet depois do evento.

As doações podem ser feitas pelo site, inclusive via PayPal.

SERVIÇO – Mad Food

Onde: Refshaleøen, Copenhague – Dinamarca

Quando: 25 e 26 de agosto

Quanto: US$ 450 (DKK 2,500 ou €335)

Ficou com água na boca?