Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Um ano difícil para os bistrôs franceses

Em 2009, a França amargou um dos piores anos da gastronomia de bistrô. Uma reportagem publicada no Guardian fez as contas: no ano passado, 2 mil restaurantes baixaram suas portas.

02 março 2010 | 15:01 por oliviafraga

Para um mercado que reunia 200 mil casas na década de 60, o balanço não é nada animador. Hoje existem menos de 35 mil bistrôs em atividade no país. 

Serão os efeitos da crise econômica? Também, mas a reportagem parece apontar em outra direção. A crise dos bistrôs na França é de identidade: o francês não se relaciona mais com os cafés, e a vida moderna não tem sido capaz de preservar os laços de vizinhança que eram a cara das cidades francesas. 

A situação, é claro, é pior no interior. Enquanto houver turistas - e em Paris há aos montes - haverá esperança. Entrevistado, o proprietário do Le Fontenoy, um bistrô em Fontenay-Saint-Père, a 56 quilômetros de Paris, quer fazer do seu restaurante um ponto de encontro e promover cafés filosóficos e leituras infantis. Será esta a saída?

3141766538_1e4ee59245_o

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.