Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Uma nova velha história para contar

O Tordesilhas, de Mara Salles, reabriu em novo endereço, uma casa mais ampla na Al. Tietê. O cardápio foi reinventado, mas a equipe, os objetos e a pegada da cozinha brasileira permanecem os mesmos

22 maio 2013 | 23:00 por joseorenstein

Não foi uma mera mudança. Nas palavras de Mara Salles, chef do Tordesilhas, foi uma transposição psicológica, histórica. O restaurante de comida brasileira que ela comanda há 23 anos reabriu na terça em novo endereço – saiu da Rua Bela Cintra, cruzou o espigão da Av. Paulista e assentou pouso na Al. Tietê, nas encostas que dão para o vale do Rio Pinheiros.

Abertura. O salão do novo Tordesilhas, com um balcão-bar coletivo e a escada que veio da casa antiga. FOTOS: José Patrício/Estadão

Foram mais de cinco meses de obras na casa nova, que recebeu portas, mesas, objetos de decoração e até um balaústre da casa antiga, demolida para dar lugar a um empreendimento imobiliário. “Vamos começar uma nova história. Mas a gente já trouxe boa parte dela pronta – além dos objetos, a equipe. E um pensamento de cozinha.”

A mudança também atingiu o cardápio e o esquema de funcionamento – o foco do menu agora são pratos para compartilhar e, durante a semana, a casa não serve almoço, funciona só no happy hour e jantar.

Ficou com água na boca?

Na janela. A chef Mara Salles e a balaustrada que trouxe do endereço antigo, na Bela Cintra

Uma das novidades é o prato três carnes do sertão (a de sol, a seca e o jabá). Tem ainda guisado de cordeiro com cuscuz de farinha ovinha de uarini, o aparecidinho – um escondidinho invertido de jabá com pirão de mandioca –, espaguete de abobrinha com queijo artesanal mineiro e uma sobremesa de creme inglês de pequi, compota de maracujá e suspiros de jatobá.

Outra criação de Mara Salles e seu marido e sócio Ivo Ribeiro de Araújo é o tem tacacá na tietê: uma vez por mês, será montada uma barraca na frente do restaurante para servir o “tacacá das 5”, como é costume em Belém, depois da chuva. O tacacá é o caldo restaurador típico da capital paraense, feito com o sumo que se extraí da mandioca.

No novo endereço do Tordesilhas, outra oferta serão os pratos de resistência, feitos com ingredientes normalmente desprezados nos círculos ditos gastronômicos. A ideia da chef é que o prato seja mudado periodicamente. Na inauguração, a resistência ficará a cargo de um guisado de moela de galinha com canjiquinha.

Na última semana, quando a obra estava nos arremates e dezenas de homens corriam para deixar a casa pronta para receber novos e velhos clientes, Mara observava o movimento, via o salão ganhando vida. “Um restaurante você não monta. Você constrói. E ainda assim nunca está pronto.”

À brasileira

Uma das novidades do cardápio do novo Tordesilhas é esta sobremesa que funde cítricos, doces e salgados. É um creme inglês de pequi, fruto típico do cerrado, suspiros de jatobá, que dá em quase todo o Brasil, e uma compota de maracujá, preparada com a casca do fruto cozida – as sementes são salgadas e salpicadas no creme.

Vai-se a casa, fica a escada

Há dois meses, quem fosse ao Tordesilhas encontrava no fundo do salão do térreo essa lousa da foto no lugar da escada que levava ao andar de cima. Pois agora a transposição foi completa: a escada está no novo endereço, na alameda Tietê. (Já a casa antiga veio abaixo, por força do mercado imobiliário).

A escada agora leva o comensal do salão principal, com capacidade para 46 pessoas e um bar coletivo, ao andar de baixo do Tordesilhas, que acomodará até 30 pessoas e ainda está em obras. É ali que Mara Salles pretende promover eventos – degustações, aulas, jantares.

Mais amplo e mais bonito que o antigo, o novo Tordesilhas tem ainda uma espécie de varanda, apelidada de alpendre pelos sócios, que dá para a rua e acomoda bem 24 pessoas.

SERVIÇO – Tordesilhas

Al. Tietê, 489, Jd. Paulista

Tel.: 3107-7444

Horário de funcionamento: 17h/1h (sáb., 12h/17h e 19h/1h; dom., 12h/17h. Fecha 2ª)

>> Veja todas as notícias da edição do Paladar de 23/5/2013

Ficou com água na boca?