Paladar

Colaborador do All Beers: Alexander Michelbach – Coluna 01: Visitando a Crew Republic

Colaborador do All Beers: Alexander Michelbach – Coluna 01: Visitando a Crew Republic

14 agosto 2014 | 16:44 por Raphael Rodrigues

Hoje estreia aqui no All Beers nosso novo colaborador, Alexander Michelbach, ele mora na Suiça e foi criador do Beertone (saiba mais aqui) edição Suiça, Brasil e em breve Alemanha.

Alexander frequenta festivais, cervejarias e eventos cervejeiros pela Europa e vai nos trazer o que de melhor acontece por lá!
All Beers cada vez mais internacional!


FOTO:  Alexander Michelbach/Arquivo Pessoal

Craft Beer is not a Crime, com este slogan e ótimas cervejas a Crew Republic faz barulho em uma das mecas da cerveja no mundo, garantindo seu nome no mercado quando fala-se de cervejas artesanais na Alemanha. A cervejaria produz seus rótulos seguindo a Reinheitsgebot, porém criando cervejas não tão convencionais para um mercado tradicional e isso tudo em uma das capitais mundiais da cerveja: Munique.

Dias atrás tive o prazer de passar uma tarde, em plena segunda-feira, conversando com o Richard Hodges, mestre-cervejeiro da Crew Republic, conhecendo mais sobre a cervejaria, degustando as criações e claro fazendo algumas perguntas sobre mercado de cervejas artesanais no país, planos de expansão, novos rótulos e claro Crew Republic no Brasil. O quartel general se encontra em um prédio com conceito de co-working, diferentes empresas de diferentes ramos de atuação, num mesmo local, dividindo áreas comuns, compartilhando conhecimento e experiências.

No momento a cervejaria possui 9 cervejas em seu portfolio, 7 deles já no Brasil, trazidos pela importadora Birgit. Tratam-se da Linha Default; identificadas pelo rótulo de fundo escuro e garganta colorida, Linha Color com rótulo e gargantas coloridas (cada cerveja desta linha representa e comemora o aniversário de um dos integrantes da equipe Crew Republic) e a X Series (experimental)  que são produzidas para verificar a aceitação do público, receitas diferenciadas e como o nome já diz: experimental.
Os dois novos rótulos são da X Series, a X 3.0 é uma Sour Black com 8,9% ABV/62 IBU e a X 4.0, uma Witbier com 4,4% ABV/16 IBU.

Como 9 rótulos seriam um pouco demais para degustar, escolhemos 5 delas, mas mesmo assim perdi meu trem para voltar para casa.

Além da criação e lançamento de novos rótulos, expansão do mercado tanto na Alemanha quanto no exterior, uma das prioridades para os próximos meses é a implantação da estrutura própria para fabricação, que no momento é realizada em forma de contrato em outra planta porém com acompanhamento e controle do mestre cervejeiro Richard Hodges. Uma estrutura que oferecerá maior flexibilidade para produção de novas cervejas, testar novas receitas e claro expandir.

O cultura e consumo de cervejas artesanais na Alemanha vem crescendo e ganhando atenção mundial, mas ainda não causa preocupação para as grandes fabricantes no país, como o próprio Richard afirmou durante nosso bate papo. Algumas das conhecidas marcas alemãs, já possuem estruturas internas e/ou externas para produção de cervejas artesanais sob outros nomes/rótulos, porém com transparência, conheci duas delas em Janeiro/2014 durante o Braukunst Live e a própria equipe comunica que trata-se de um braço da grande cervejaria.

Sem dúvida ouviremos mais sobre a Crew Republic nos próxmos meses, anos, já que Craft Beer is not a Crime.

Segue vídeo com algumas perguntas e respostas ao mestre-cervejeiro da Crew Republic:

Crew Republic – Munique / Alemanha from Alexander – Beertone on Vimeo.

Ficou com água na boca?